Tags: Negócio | Ações |

Comissões da gestão de activos do BPI descem 2,6%


As comissões líquidas da gestão de activos do Banco BPI registaram um decréscimo de 2,6% nos primeiros três meses deste ano, num período em que, a nível doméstico, estas recuaram também na banca comercial e subiram na de investimento.

De acordo com o comunicado de resultados, no final de Março, as comissões da gestão de activos totalizaram 9,8 milhões de euros, o que compara com 10 milhões no período homólogo de 2012. Em descida estiveram também as da banca comercial, menos 8,3% para 44,9 milhões de euros, tendo sido as que mais contribuíram para a queda de 6,2% nas comissões totais domésticas, para 58,9 milhões de euros.

Em sentido contrário referência para a evolução das comissões da banca de investimento, que registaram um aumento homólogo de 11,2%, passando para 4,2 milhões de euros de 3,8 milhões.

Em termos consolidados, as comissões líquidas totais foram de 71,8 milhões de euros, o que corresponde a uma descida de 5,2% comparativamente com os primeiros três meses do ano passado.

Nos recursos de clientes, os de fora do balanço - que incluem fundos de investimento, PPR e PPA - totalizaram 3,1 mil milhões de euros, no final de Março, um crescimento de 14,3% face aos 2,7 mil milhões registados no primeiro trimestre de 2012, de acordo com o comunicado de resultados trimestrais.

Notícias relacionadas

O Mais Lido