Chart of the Week - O prémio de rentabilidade proporcionado pelas boutiques de investimento


unnamed

 

No Chart of The Week desta semana, destacamos os resultados do último estudo do Affiliated Managers Group, The Boutique Premium, publicados no artigo "Como se comportam as boutiques em tempo de volatilidade". Neste estudo a entidade destaca o prémio de rentabilidade que geraram as pequenas entidades gestoras de fundos de investimento a longo prazo e em períodos de alta volatilidade nas ações.

Esta outperformance vê-se muito bem em dois períodos de volatilidade intensa: na crise da bolha das dotcom (2000-2003) e na crise financeira global (2008-2011). Como se pode ver nos gráficos, em ambos os casos o retorno acumulado bruto (sem descontar comissões) é maior nas boutiques. 25% superior aos seus índices durante a bolha tecnológica e 5% após a crise financeira.

Como se pode observar nos seus primeiros estudos (tanto na versão de 2015 quanto na atualizada em 2018), as boutiques independentes tiveram um desempenho melhor que os índices e outras gestoras de ativos a longo-prazo. Mas este novo relatório reflete o facto de o excesso de retorno ser ainda maior em períodos de maior stress de mercado. Se durante as duas décadas analisadas o retorno superior em relação aos seus índices é de 82 pontos base em média (líquido de comissões), tendo só como referência momentos de alta volatilidade (VIX acima de 20), dispara em média 241 pontos base.

Notícias relacionadas

O Mais Lido