Certificados de reforma fogem ao risco


Os dados de 12 de agosto sobre os certificados de reforma, geridos pelo Instituto de Gestão de Fundos de Capitalização da Segurança Social, mostram que o valor total da carteira deste fundo ascende  aos 47,84 mil milhões de euros, o que implica um crescimento absoluto de 3,15 milhões de euros face à mesma data do ano anterior.

Captura_de_ecra__2019-08-21__a_s_15

Fonte: Instituto de Gestão de Fundos de Capitalização da Segurança Social, 12 de agosto

O valor da carteira, como visível no gráfico acima, tem estado em crescendo desde o início de 2018, e julho deste ano marca mesmo o valor mais elevado dos últimos 12 meses de registo.

Abordagem conservadora

A alocação de ativos deste fundo a 12 de agosto deixa patentes algumas conclusões interessantes quanto à  evolução deste produto. Naturalmente que a dívida pública em termos genéricos continua a ser o “peso-pesado” destes produtos – com a dívida de países da OCDE excluindo a dívida pública Portuguesa a compor mais de 52% do portefólio, e a dívida pública portuguesa a valer 25%, sensivelmente em linha com a alocação na mesma data do ano passado. Por isso, as nuances a assinalar surgem do lado das ações e da liquidez.

Tal como também acontece noutros segmentos da gestão de ativos nacional, como é o caso da gestão de patrimónios, também este fundo reflete uma abordagem mais conservadora na sua gestão e alocação. Comparando a exposição de ativos atual com a de um ano antes, verifica-se que o peso das ações diminuiu, ao passo que a liquidez ganhou maior preponderância na carteira.

A liquidez soma atualmente quase 4 milhões de euros neste produto - aproximadamente 8% da carteira - o que compara com o peso de 3% de um ano antes. Uma nuance de “conservadorismo” que também se reflete na menor exposição ao segmento acionista: os quase 15% de alocação atuais a ações contrastam com os 21% refletidos um antes antes.

Alocação de ativos 2019

Captura_de_ecra__2019-08-21__a_s_15

Alocação de ativos 2018

Captura_de_ecra__2019-08-21__a_s_15

Fonte: Instituto de Gestão de Fundos de Capitalização da Segurança Social, 12 de agosto

Notícias relacionadas

O Mais Lido