Certificados de aforro e do Tesouro com saldo negativo em Abril


 

Os certificados de aforro e do Tesouro registaram um saldo negativo entre entradas e saídas de dinheiro, em Abril, de acordo com o boletim mensal divulgado pelo IGCP – Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública.

Nos certificados de aforro houve subscrições de 89 milhões de euros e resgates de 90 milhões de euros, o que dá um saldo negativo de um milhão, tendo sido este o segundo mês consecutivo com subscrições líquidas negativas, depois de três meses positivas.

O saldo acumulado no final do mês passado nos certificados de aforro era de 9.691 milhões de euros, uma descida de dois milhões de euros face ao valor de 9.693 milhões verificado em Março.

Quanto aos certificados do Tesouro, cujas subscrições estão suspensas desde o início do passado mês de Setembro de 2012, as amortizações registadas em Abril foram de cinco milhões de euros, montante superior às dos meses anteriores, que haviam sido de três milhões. 

Quanto ao saldo acumulado, este situava-se em 1.403 milhões de euros, de acordo com o boletim mensal divulgado pelo IGCP, o que compara com 1.407 milhões de euros um mês antes.

 

Notícias relacionadas

O Mais Lido