Tags: Negócio |

Captações líquidas nos fundos flexíveis, no mês passado


Em maio, os resgates sobrepuseram-se às subscrições em mais de 103 milhões de euros, segundo os dados da Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios – APFIPP. Se aumentarmos a análise para os cinco meses de 2016, então as captações líquidas negativas sobem para 560 milhões de euros.

Nos fundos flexíveis a tendência é semelhante. Em maio as captações líquidas nos mais de vinte fundos foram negativas em mais de 4,5 milhões de euros, sendo que no total do ano já ultrapassam os 43 milhões de euros.

Apesar destes valores, existem fundos que conseguiram apresentar um saldo entre subscrições e resgates positivo.

De todos os fundos flexíveis, aquele que registou maior volume em captações líquidas foi o CA Dedicado Acumulação. Gerido pela Crédito Agrícola Gest, o fundo foi lançado no inicio do trimestre e é gerido por Fernando Nascimento. Em termos de valores, as captações líquidas em maio atingiram mais de 1,5 milhões de euros.

Acima de um milhão de euros em captações líquidas encontramos mais um produto. Trata-se do Optimize Selecção Base que é gerido pela Optimize Investment Partners. Em maio as suas captações líquidas foram de 1,1 milhões de euros. Este fundo foi lançado no último trimestre do ano passado.

Os restantes fundos não chegaram a meio milhão de euros em captações líquidas. Aquele que ficou mais próximo foi o CA Dedicado Valorização, que é gerido pela Crédito Agrícola Gest. Em maio registou captações líquidas de 311 mil euros, tendo sido lançado, juntamente com o CA Dedicado Acumulação, em meados de abril.

Fundos flexíveis com captações líquidas positivas em maio

Captacoes_liquidas_Flexiveis_Maio2016

Fonte: APFIPP no final do mês de maio

Profissionais
Empresas

Notícias relacionadas

O Mais Lido