Carteira de recursos de desintermediação do Montepio cresce 2,8% no semestre


De acordo com o relatório e contas dos primeiros seis meses, divulgado sexta-feira, os recursos ascendera, a 1.305 milhões de euros, uma evolução "impulsionada maioritariamente pelo desempenho dos produtos de médio e longo prazo: fundos de investimento imobiliário", refere o Montepio. Nestes, o valor atingiu 695 milhões de euros, um aumento de 30,4% (ou quase 162 milhões de euros), face a Junho de 2011; os fundos de investimento imobiliário representam 53,3% do total da carteira de desintermediação.

Quantos aos fundos de investimento mobiliário, o valor ascendia a 275,23 milhões de euros, uma descida homóloga de 18%; metade desse montante corresponde a fundos de Tesouraria (139,54 milhões), estando o restante repartido por fundos de obrigações (17 milhões), de acções (54,4 milhões), de fundos (63,9 milhões) e PPA (311 mil euros).

Nos fundos de pensões abertos, o valor era de 176,7 milhões de euros no final de Junho, uma queda de 11%, enquanto nos seguros de capitalização o montante recuou 22% para 157,6 milhões.

Empresas

Notícias relacionadas

O Mais Lido