Carregosa Technical Trading é o fundo português com maior rotação média da carteira


O fundo lançado a 31 de Dezembro de 2010 tem um conceito aproximado a um 'hedge fund', com uma estratégia de trtading curto/médio prazo "que se assumirá muito activa, quer no período diário, quer intradiário", refere a sociedade gestora, no prospecto do produto.

O Carregosa Technical Trading, fundo especial de investimento aberto não harmonizado, gerido por José Santos Teixeira, da Optimize Investment Partners, pode assumir posições de investimento curtas e longas, principalmente em acções, índices de acções ou derivados de acções e índices de acções. A política de investimento, de acordo com a própria Optimize, "basear-se-á se principalmente sobre três tipos de sub-estratégias, utilizadas individualmente ou em conjunto,  consoante as oportunidades de mercado: direccional, curto-prazo e 'market neutral' ('pair/trading')".

A carteira do fundo, em Julho, de acordo com informação no site da CMVM, apresenta 20,06% do volume liquido global do fundo (2,02 milhões de euros) em títulos de divida pública, 17,72% em obrigações, 25,42% em acções, com significativo peso para o sector financeiro, e 39,3% em liquidez.

O fundo adopta a Eonia Capitalization Index como 'benchmark' e apresenta uma rentabilidade a doze meses de 10,97%, apesar de, desde o inicio, esta ser negativa de 5,51%. A unidade de participação a valor 910,16€ (dados da Optimize de 28 de Agosto).

Empresas

Notícias relacionadas

O Mais Lido