Tags: Ações | EUA |

Cara a cara: os grandes investidores value face ao S&P 500


O mau comportamento registado na última década pelo investimento value fez com que muitos investidores tivessem começado a duvidar sobre a eficácia deste estilo de investimento. Algumas estratégias têm sofrido muito especialmente pela sua aposta em empresas muito atrativas ao nível da valorização. Uma delas é o Invesco Pan European Equity, o fundo Blockbuster Funds People, que em 2016 tem sido penalizado pela sua exposição ao sector financeiro. “É justo reconhecer que, neste período, quem não apostou nos bancos acertou, e quem o fez saiu equivocado. No entanto, não tenho dúvidas de que os níveis atuais aos quais negoceiam estes títulos, representam uma oportunidade de investimento muito boa a longo prazo. O sector negoceia a níveis muito deprimidos num momento no qual os balanços das entidades se têm fortalecido”, assegura John Surplice co-gestor da estratégia numa entrevista à Funds People.

Como é que se pode pedir a um gestor cujo trabalho é analisar os fundamentais e as perspetivas de uma empresa, que renuncie a algo que considera bom e barato simplesmente pelo facto do mercado estar a contemplar outra coisa? Esse é o grande dilema que muitos gestores enfrentam atualmente, pois muitos estão a renunciar ao value para investir em empresas que, embora considerem caras, continuam a subir. Renunciar à minha filosofia de investimento ou manter-me firme nas minhas convicções? Aí reside a questão. Para dar resposta a esta pergunta, um exercício interessante é analisar o que fizeram os grandes gurus que melhores resultados têm conseguido historicamente com os seus investimentos. Todos eles são investidores que sempre destacaram dois aspetos fundamentais: comprar a bom preço e com um horizonte de investimento a longo prazo.

A análise mostra uma conclusão interessante: todos eles têm conseguido ou conseguiram com os seus investimentos o que para muitos gestores é uma missão quase impossível: bater o S&P 500. O conhecido Warren Buffett, por exemplo,  conseguiu entre 1965 e 2008 uma rentabilidade anualizada de 20,7%, 15,3 pontos percentuais acima do retorno gerado pelo índice americano. Jim Rogers, outro dos gurús mais reputados da indústria, conseguiu durante doze anos gerar uma rentabilidade anualizada de 38%, batendo em 35,7 pontos o índice.

Sempre se considerou Benjamin Grahm como o pai desta filosofia de investimento, mas... O que é o investimento value? “Todo o investimento inteligente é investimento value: adquirir mais do que aquilo que se está a pagar. Deve-se valorizar o negócio para assim se valorizar o título”, assegura Charlie Munger, vicepresidente da Berkshire Hathaway e outro dos investidores mais reconhecidos de Estados Unidos.

Captura_de_ecra__2016-11-15__a_s_18

 

 

Notícias relacionadas