Tags: Gestores | Negócio |

Captações ponderadas por património: os fundos que sobressaem


Uma vez realizada a análise sobre os fundos que obtiveram maiores captações em termos absolutos, no quarto mês do ano focamo-nos agora nos fundos que obtiveram melhores captações em termos relativos. Ou seja, a ponderação das captações face ao valor global do fundo ao fecho de 31 de março.

O líder desta tabela é o fundo IMGA Rendimento Mais FIMA, gerido por Duarte José e co-gerido por Ana Luísa Aguiar, que conta com as captações representativas de 7,53% dos AuM no fecho do trimestre. Curiosamente, este é um fundo que constou também na tabela da análise anterior em virtude dos 2,37 milhões de euros captados no mês. Logo atrás, está o Bankinter 35 PPR, da Bankinter GA, com captações a rondar os 7,46% (1,15 milhões de euros).

Com captações representativas de cerca de 6,62% (1,33 milhões de euros), encontra-se outro e o terceiro maior fundo da tabela, o Bankinter PPR Ações 55, gerido por Miguel Taledo de Sousa.

Os três seguintes, são fundos bastante mais pequenos do que os seus semelhantes, mas que, no entanto, conseguiram captações representativas, face ao seu tamanho reduzido, de 6,44%, 5,81% e 5,59%. Estes são o Optimize Cap Ref PPR Moderado, gerido por Diogo Teixeira, o Montepio Taxa Fixa FIMAO, gerido por Rui Nápoles e go-gerido por Tina Aly e o IMGA Dívida Pública Europeia FIMA, gerido por Aitor Zubeldia e co-gerido por Duarte José, respetivamente.

Captura_de_ecra__2018-05-29__a_s_17

Fonte: Morningstar Direct, abril de 2018

Profissionais
Empresas

Notícias relacionadas

Anterior 1 2 Siguiente

O Mais Lido