Captações ponderadas por património: três fundos de alocação em destaque


Também ao nível dos fundos de investimento existem ‘Davides’ e ‘Golias’, ou seja, fundos que se destacam pela sua grande dimensão, e outros, mais pequenos, que vão fazendo um caminho de crescimento mais lento. Por esse mesmo motivo, importa igualmente olhar para os fundos que mais cresceram num determinado período tendo em conta o seu património. Dito de outra forma, hoje mostramos-lhe os fundos que mais captaram em agosto, face aos seus ativos sob gestão no mês anterior, considerando os dados disponibilizados pela Morningstar Direct. Nota para o facto de os três primeiros fundos que sobressaem a este nível serem classificados pela Morningstar como fundos de alocação.

Em primeira análise, o destaque vai inevitavelmente para o facto do fundo com maiores captações ponderadas por património em agosto não ser o mesmo que mais captou em termos líquidos no mesmo mês. Portanto, o destaque vai para o EuroBic Brasil, gerido pela Dunas Capital, que no mês alcançou 8,8% de captações ponderadas pelo seu património. No final de julho o fundo detinha 1,23 milhões de euros de património, e em agosto alcançou captações líquidas de 984,88 mil euros.

O segundo fundo que conseguiu melhores captações representativas face ao seu património pertence à IM Gestão de Activos, e é um fundo de alocação flexível global. Trata-se do IMGA Dedicado Valorização, fundo que alcançou no mês captações ponderadas pelo seu património de 7,3%, valor resultante de 24,9 mil euros de entradas líquidas no mês.

O destaque no terceiro posto vai para um fundo que já tinha dado nas vistas quando a análise foi feita somente às subscrições líquidas do mês. Falamos do Caixagest Seleção Global Dinâmico, gerido pela Caixagest, cujas entradas líquidas no mês se cifraram em 6,9 milhões de euros, valor que representou 7,2% do seu património.

Captura_de_ecra__2018-09-26__a_s_12Fonte: Morningstar Direct, 31 de agosto
 
Empresas

Notícias relacionadas