Tags: Negócio |

Captações líquidas voltam a piscar a verde


Depois de sete meses em que as captações líquidas dos fundos mobiliários nacionais foram negativas, os últimos dois meses trouxeram algum alento à indústria, com o saldo entre subscrições e resgates a revelar-se positivo. De acordo com os dados publicados pela Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios - APFIPP - no mês de setembro as captações líquidas foram positivas, na ordem dos 35 milhões de euros. Se olharmos para o acumulado deste ano, o valor continua negativo, a situar-se nos 1.083 milhões de euros.

Quais as entidades em evidência?

Os dados da Associação mostram que foram seis as entidades gestoras nacionais que se destacaram pela positiva no mês passado. A gestora nacional que mais entradas líquidas conseguiu, em setembro, foi a BPI Gestão de Activos com mais de 61 milhões de euros. Das seis entidades que conseguirem apresentar resultados a verde, apenas esta registou valores acima de 10 milhões de euros.

Realce, também, para o volume de entradas líquidas de dinheiro registado na Santander Asset Management. Nesta entidade o valor superou os 7,7 milhões de euros, ficando à frente da Crédito Agrícola Gest com mais de 6,7 milhões de euros.

Três entidade abaixo dos dois milhões

Perto dos dois milhões de euros vem a IM Gestão de Ativos, com a Optimize Investment Partners e a Invest Gestão de Activos a completarem a lista das gestoras que registaram captações líquidas positivas no mês passado. A primeira com valor acima de 800 mil euros e a segunda com mais de 400 mil de euros.

As entidades com captações líquidas positivas em setembro

Captacoes_Liquidas_SEtembro_16

Fonte: APFIPP no final de setembro. Por ordem alfabética

Empresas

O Mais Lido