Tags: Negócio |

Captações líquidas: os destaques nos fundos de obrigações


O último mês do segundo terço do ano revelou-se positivo no que toca às captações líquidas dos fundos mobiliários nacionais. Foi a primeira vez que aconteceu em 2016, com o valor total a superar os 14 milhões de euros, segundo a Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios – APFIPP.

A tendência positiva foi seguida, também, nos fundos de obrigações. A Associação divide este segmento em três, com dois deles a acumularem captações líquidas positivas no mês de agosto. Aqui, o maior destaque foi para os fundos de “Obrigações Euro” com um saldo total de 26 milhões de euros, enquanto que os fundos de “obrigações taxa indexada euro” se fixaram num valor pouco superior a 10 milhões de euros.

Que fundos se destacam?

De todos os fundos de obrigações nacionais, existem dois que conseguiram superar a barreira dos 10 milhões de euros em captações líquidas no mês passado: o Caixagest Obrigações Longo Prazo e ainda o CA Rendimento.

O primeiro é gerido pela Caixagest e registou entradas líquidas de dinheiro no valor de 24,1 milhões de euros. Em termos de património total, o fundo geria no final de agosto mais de 64 milhões de euros, com a dívida pública de países como Itália ou Espanha a dominarem as maiores posições em carteira.

O outro produto é gerido pela Crédito Agrícola Gest e atingiu mais de 10,7 milhões de euros em património. Trata-se de  um fundo que se destaca no universo português por ostentar dois selos Funds People: o de Consistente e ainda o de Blockbuster. É gerido por José Valente e foi o melhor fundo do primeiro semestre da entidade.

Fundos da Santander AM acima de um milhão

Acima de uma milhão de euros em captações líquidas encontramos mais dois fundos, com ambos a serem geridos pela Santander Asset Management. Com quase 2,5 milhões de euros vem o fundo Santander MultiCrédito, sendo seguido do Santander MultiTaxa Fixa com 1,3 milhões de euros. No primeiro fundo o investimento é direcionada para a dívida corporativa, enquanto que no segundo produto o foco está nos títulos governamentais, com destaque para Itália, Portugal e Espanha.

Fundos de obrigações com captações líquidas positivas

Cap_Liq_Obrigacoes_Ago16

Fonte: APFIPP no final de agosto

Profissionais
Empresas

Notícias relacionadas

O Mais Lido