Tags: Negócio | ETF |

Captações de fundos cotados em 2012 já ultrapassam as do ano passado


Os 192.300 milhões de dólares captados por produtos cotados 'exchange traded products' (ETP), desde o inicio do ano, ultrapassam os 173.400 milhões registados durante todo o ano de 2011. Os produtos cotados alcançaram um volume de 9.500 milhões de dólares em Outubro, dos quais 45% (4.200 milhões) provêm de produtos cotados europeus, o rácio mais alto do ano, segundo os dados do relatório ETP Landscape da BlackRock correspondente ao mês de Outubro e realizado pelo BlackRock Investment Institute.

O nível de fluxos investidos em fundos cotados europeus continua a ser sólido e diversificado, o que justifica que Outubro tenha sido o terceiro mês consecutivo no qual ultrapassam os 4.000 milhões de dólares em fluxos. Segundo Dodd Kittsley, responsável mundial de análise de ETP da BlackRock, “os fluxos investidos em produtos cotados europeus, assim como os 1.300 milhões de dólares investidos em produtos pan-europeus, - independentemente do mercado onde são cotados – sugere que os receios de uma próxima ruptura da Zona Euro se dissiparam após o compromisso tomado pelo BCE em ter uma barreira de segurança para os mercados de obrigações”.

Embora os valores mostrarem que os fluxos foram amplamente distribuídos entre diferentes classes de activos, incluindo o ouro, em Outubro os investidores em produtos cotados apostaram pelos mercados emergentes. Os produtos cotados de obrigações de países emergentes captaram 1.900 milhões de dólares, o valor mensal mais alto registado até ao momento, enquanto que os de acções destes países captaram 6.700 milhões de dólares, divididos entre produtos cotados de ampla exposição (2.000 milhões), na China (2.800 milhões) e Brasil (700 milhões). Assim, os volumes de produtos cotados de acções emergentes ultrapassam este ano, com uma margem significativa, os fluxos registados em 2011.

Por outro lado, os fluxos em ETF de dívida corporativa 'investment grade' lideram a categoria de obrigações após a entrada, em Outubro, de um total de 3.300 milhões de dólares, o que reflecte uma procura regular de produtos de maior rendibilidade e boa qualidade creditícia. Simultaneamente, os produtos cotados sobre o ouro captaram 2.500 milhões de dólares em Outubro, fortalecendo os sólidos volumes registados durante os últimos dois meses. Durante os últimos três meses, os produtos cotados sobre o ouro captaram 10.000 milhões de dólares.

Empresas

Notícias relacionadas