Candriam Bonds Global High Yield: Processo de research multifacetado e profundo


A entidade gestora Candriam disponibilizou a seguinte informação acerca do fundo Candriam Bonds Global High Yield, classificado com o selo Consistente pela Funds People:

1. Breve descrição do fundo

A filosofia do Candriam Bonds Global High Yield é um processo de research multifacetado e profundo, que combina um estilo ativo de elevada convicção, conseguindo descobrir e lucrar com as ineficiências no mercado de obrigações corporativas de high yield global. Baseamos o nosso processo numa abordagem conservadora e de seleção de obrigações bottom-up.A principal fonte de alfa é a nossa análise fundamental bottom-up, compreensão minuciosa de aspetos e acordos legais e ferramentas de tomadas de decisão quantitativas. Acreditamos que um contexto de risco rigoroso, disciplina de venda controlada e filtros de liquidez podem fornecer uma forte gestão de drawdown.

Procuramos grandes empresas de elevada qualidade com fundamentais fortes em setores resilientes, promovendo negócios nicho, que definem os preços ou setores de baixos cíclicos. Focamo-nos em classificações superiores de BB-B e excluímos financeiros. Na nossa opinião, a crise financeira de 2007-2009 marcou uma mudança estrutural no mercado de high yield. Acreditamos que os créditos corporativos são orientados por riscos operacionais e créditos financeiros e não orientados por questões regulatórias e políticas.

2. Principais diferenças face a produtos semelhantes no mercado

Processo de elevada convicção e ativamente gerida

Abordagem conservadora

  • Uma carteira corporativa.
  • Exclui emissores financeiros e os seus riscos idiossincráticos, tal como política e regulamentação.
  • Preservação de capital e prevenção de default.
  • Atenção contínua ao risco e disciplina de venda restrita.

Seleção bottom-up

  • Um processo de seleção bottom-up multifacetado elaborado para identificar bons créditos em valorizações atrativas.
  • Abordagem diferenciadora versus processos top-down elaborados para capturar beta de mercado.

Experiência de longa-duração em mercados de high yield desde 1999

  • Equipa experiente.
  • Modelos desenvolvidos in-house.
  • Análises minuciosas de acordos legais.
  • O fundo é classificado com cinco estrelas Morningstar durante os últimos três anos, e quatro estrelas no geral, em julho de 2017

3. Objetivo de investimento

O objetivo de investimento da estratégia é ultrapassar o seu benchmark, o BofA-Merrill Lynch Global High Yield BB-B constrained index excluindo financeiros, cobertos em euros, por 100 a 150 pontos base, livre de fees, e limitar o tracking error ex-ante para menos de 5%.

4. Restrições de investimento

Os limites de risco internos mais importantes monitorizados ao nível da carteira incluem

  • Limite de tracking error ex-ante de 5%
  • Exposição líquida de crédito de 80% a 105% do índice de referência
  • Desvio versus referência de 2% por emissor e 10% para cada sub-setor
  • Exposição bruta total é limitada a 120%
  • VaR de 99% 1 dia

1t

5. Intervalos de duração

O intervalo de duração normal é de dois anos em torno do benchmark

2t

6. Benchmark e tracking error

  • O universo de investimento da estratégia Candriam Bonds Global High Yield é o BofA-Merrill Lynch Global High Yield BB-B constrained index excluindo financeiros, coberto em euros. O universo do benchmark consistem em aproximadamente 1100 emissores. Para melhorar a diversificação, até 20% pode ser investido em emissores fora do índice de referência e/ou denominados noutras moedas sem ser em euros, com uma classificação mínima de CCC+. Os financeiros são excluídos.
  • O fundo e processo foram criados em 2003, e gerido contra os benchmarks Global High Yield tal como o BofA-Merrill Lynch Global High Yield BB-B constrained index. No rescaldo da crise financeira de 2008, a gestão sentiu que o universo de investimento estava demasiado exposto a dívida subordinada financeira. À medida que os mercados começavam a incluir cada vez mais montantes de títulos que não iam de acordo com a filosofia de investimento e perfil de risco do nosso processo, o benchmark foi mudado em 2009, para um novo índice que exclui emissores financeiros.

7. Número de títulos e rotatividade

Número de títulos no dia 28 de agosto 2018:122

Rotatividade da carteira nos últimos três anos

3t

8. Política de risco

O sistema de controlo interno abrange todas as medidas implementadas para assegurar que:

  • Os riscos estão adequadamente controlados;
  • A informação financeira transmitida aos clientes é completa e fiável;
  • As regras, regulamentações e políticas internas são cumpridas
  • As restrições dos clientes específicas são adequadamente monitorizadas e corretamente reportadas.

A nossa política de Gestão de Risco compre com as recomendações CERSR 09/178 e as provisões regulatórias locais belgas, francesas e luxemburguesas.

O governo dos riscos consiste na segregação restrita de deveres entre departamentos diferentes responsáveis por iniciar (Front Office), transmitir (mesa de transações), verificar (Middle Office) e estabelecer (agente depositário) as ordens e os departamentos responsáveis por vários controlos (Gestão de risco, compliance e auditoria interna).

O controlo interno é baseado em três níveis de controlo:

Primeiro nível de controlo

O Front Office, a Mesa de Negociações e o Middle Office partilham o primeiro controlo.

Ao nível do front office, os líderes e os gestores de carteiras principais encontram-se de vez em quando em comités de investimento para realizar o primeiro nível de controlo. Os comités com os gestores de carteiras e o CIO são estabelecidos para assegurar a implementação da estratégia inerente ao fundo.

Segundo nível de controlo

Uma combinação de serviços de apoio, independentes da gestão de carteira, assegura o segundo nível de controlo.

  • O controlo de risco dentro da Candriam está organizado sob a supervisão de um departamento de gestão de risco independente, que assegura uma supervisão de riscos multifuncional, centralizada e independente e controlos relacionados através de vários comités de risco regularmente.
  • O compliance monitoriza os riscos do não compliance incorrido pela Candriam. Para esse fim, o departamento de Compliance define políticas e procedimentos, organiza formação para o staff e controla a boa aplicação das regras de cumprimento por todas as unidades de negócio.

Terceiro nível de controlo

O departamento da Auditoria Interna é responsável por assegurar a consistência e eficácia dos primeiros e segundos níveis de controlos (i.e. o sistema geal para o controlo “ex post” das unidades de operações, negócio e equipas da empresa).

Através desta linha hierárquica, os auditores internos reportam ao CEO bem como o Comité Executivo. Esta linha de divulgação vai ao encontro dos padrões do IIA (Instituto de Auditores Internos) e normas regulatórias e significa que os auditores internos estão completamente independentes das atividades que são auditadas e, por isso, não estão sujeitos a conflitos de interesse.

9. Política de liquidez

  • O processo de investimento começa com o universo de investimento, formado por quase 1100 emissores no benchmark. Também podemos investir até 20% da carteira num Bucket de Diversificação fora do benchmark. Para cumprir com as nossas exigências para a qualidade e liquidez, o universo é exibido e vários filtros são aplicadas, reduzindo o nosso universo de investimento para aproximadamente 400 emissores.
  • A maioria dos emissores e emissões que exibimos são eliminados por motivos de liquidez. Evitamos emissores europeus com dívida de menos de 250 milhões ou empresas maiores com tamanhos de emissão individual de menos de 250 milhões. Evitamos emissores norte-americanos com dívida de menos de 1 mil milhão de dólares norte-americanos, ou tamanhos de emissão de menos de 500 milhões de dólares norte-americanos.
  • O nosso universo de investimento consiste em emissores puramente de high yield corporativa; excluímos emissores financeiros e de banca. Para fins de liquidez, exigimos uma classificação de pelo menos uma das três maiores agências de classificação de dívida, que tem de ser CCC+/Caa1 ou superior.
  • Uma vez que o Investimento Responsável faz parte do património da Candriam, eliminamos negócios que estão envolvidos em armamento nuclear, químico e anti pessoas e outras determinadas atividades controversas. A política e explicação total pode ser encontrada em www.candriam.com.
  • O nível de liquidez, instrumentos de mercado monetário e outros níveis de liquidez são determinados principalmente ao nível da confiança do mercado do gestor de carteiras. Os níveis de liquidez são ajustados baseados em condições de mercado e a estratégia que queremos aplicar, ie, defensiva ou oportunística. A exposição líquida será perto de 100% num bull market e irá diminuir quando as perspetivas de mercado dos gestores de carteira se tornarem em baixa. A exposição líquida mínima é de 80%, mas pode ser reduzida por razões excecionais com aprovação prévia do Departamento de Gestão de Risco.

10. Cobertura cambial

O universo de investimento é denominado principalmente em euros e dólares norte-americanos, e o fundo é denominado em euros. o risco cambial é constantemente coberto usando um swap cambial típico. A cobertura é renovada no final do mês, para alinhar com o rebalanceamento mensal do índice. O gestor de investimento cobre dentro de um intervalo de flexibilidade de -5% a 5%; ou seja, o portfolio pode ter uma exposição cambial máxima de 5%. Na prática, o fundo é normalmente sub coberto entre -2% a -5%, para evitar ser demasiado coberto.

O gestor de carteiras pode decidir uma cobertura adicional durante o mês, se as mudanças em taxas de câmbio ou movimentos repentinos em preços de obrigações tirarem a valorização da carteira para fora do intervalo de +/-5%.

11. Uso de derivados

O Candriam Bonds Global High Yield pode envolver-se no uso de derivados de crédito tais como swaps de crédito de default. Podemos usá-los para ganhar exposição a um emissor em particular; para fins de liquidez, ou para cobrir posições.

Por exemplo, pode haver um custo menor para investidores e/ou liquidez mais acessível  para vender proteção de crédito num swap de crédito de default em vez de comprar uma obrigações para construir uma exposição a um emissor em particular. Os mesmos benefícios de liquidez e custo podem estar disponíveis em ocasiões de aumentar ou encurtar a exposição ao mercado de crédito em geral através de compra de CDS de índices. Os derivados podem ser usados para cobrir, tal como compra de proteção de crédito através de swaps de crédito de default para cobrir o risco de crédito de uma obrigação numa carteira. Se a liquidez for necessária para subscrições ou resgates, pode ser mais acessível usando CDS de índice.

Os instrumentos derivativos principais usados são CDS de nome único e CDS de índices altamente líquidos, tais como o iTraxx Crossover ou o CDX High Yield.

A exposição geral da carteira é medida através do método de compromisso. A exposição gerada através do uso de derivados é no máximo de 100% de NAV.

Empresas

Notícias relacionadas

O Mais Lido