Candriam Bonds Euro Corporate: Evitar Anjos Caídos e identificar estrelas em ascensão


A entidade gestora Candriam disponibiliza a seguinte informação acerca do fundo Candriam Bonds Euro Corporate, classificado com o selo Consistente pela Funds People:

Candriam Bonds Euro Corporate

1. Breve descrição do fundo

A nossa filosofia de investimento está enraizada na natureza assimétrica dos retornos de obrigações de investment grade. Acreditamos que uma análise rigorosa pode gerar alfa em carteiras de obrigações de elevada qualidade em várias formas. Faz parte da nossa filosofia, por isso, bem como parte do nosso processo, que os gestores de investimento invistam apenas em emissores que tenham passado por uma análise minuciosa pelos analistas de crédito da Candriam e aprovados pela equipa de Obrigações de Crédito IG, independentemente do seu rating da Agência de Rating Pública.

Uma compreensão minuciosa de diferenças na estrutura financeira por indústria pode melhorar os retornos de investimento através da alocação de setores.

As previsões iniciais de deterioração de crédito podem prevenir o investimento numa emissão que pode estar desvalorizada a sub-investment grade; ou seja, prevenir “Anjos Caídos”.

Uma compreensão minuciosa de emissores ajuda na previsão de upgrades de rating de agência de high yield para a categoria de investment grade.

Os portfolios investem principalmente em obrigações de investment grade denominadas em euros emitidas por empresas financeiras e não financeiras. O mercado de obrigações corporativas em euros é diversificado em várias regiões, setores e qualidade de crédito.

A estratégia pode investir até 15% dos seus ativos em emissores dentro e fora do benchmark, incluindo emissões com uma elevada probabilidade de upgrade na categoria de investment grade dentro dos próximos 12 meses. Na prática, apenas uma mão cheia de emissores não classificados e não classificados com investment grade são recompensados com recomendações internas pela Candriam.

2. Principais diferenças face a produtos semelhantes no mercado

Crédito de investment grade puro

  • Abordagem intransigente à qualidade de crédito.
  • Baseado na nossa análise interna restrita.
  • Excluindo crédito estruturado e títulos apoiados por ativos.

Evitar Anjos Caídos e identificar estrelas em ascensão

  • Evitar anjos caídos ao incluir apenas aqueles créditos aprovados, usando os nossos ratings proprietários.
  • Identificar estrelas em ascensão através de análises fundamentais rigorosas e sinergias com a nossa equipa de high yield.

Processo ciente do ESG

  • A análise de crédito começa com filtros de transparência e de governo.
  • Uma equipa analítica de ambiente, sociedade e de governo in-house.

Vinte anos de experiência em crédito investment grade

  • Processo baseado numa equipa flexível e transparente
  • Sinergias fortes com as equipas de SRI e de high yield.
  • Concebido para ultrapassar os ETFs e benchmark enquanto mantém a mais elevada qualidade.

3. Objetivo de investimento

O objetivo de investimento é ultrapassar o benchmark, o iBoxx Euro Corporate All index, por 50 pbs por ano gross of fees, com um rácio de informação de 0,50, e um alvo médio de tracking error de 100 pbs. Antecipamos que aproximadamente 60% de alfa será gerado através de estratégias top-down, 30% de estratégias de bottom-up e 10% de gestão de duração.

4. Restrições de investimento

  • Regra de liquidez: tamanho de emissão mínimo normal de 500M€; até 10% da carteira pode ser investido em emissões com um tamanho de emissão mínimo de 100M€
  • Títulos mínimos de 10% de todas as emissões individuais
  • Máximo de 15% de emissores fora do benchmark
  • A sobreponderação de emissor máxima é estabelecida por uma agência de rating, variando de 4% (AAA) a 0,5% (BB+ a inferior):
  • Limites de derivados: limite de 20% em derivados de crédito, máximo 10% em SWAPS/CDS de crédito de default, máximo 100% em futuros.

5. Intervalos de duração

A estratégia do fundo é não correr riscos de taxas de juro, assim, tem como alvo uma duração média próxima do benchmark.

6. Benchmark e tracking error

O benchmark é o iBoxx Euro Corporate (RI).

O fundo tem como alvo uma média de tracking error de 100 pbs.

7. Número de títulos e rotatividade

Número de títulos no dia 28-09-2018: 296

Rotatividade da carteira durante os últimos três anos:

1t

8. Política de risco

O sistema de controlo interno abrange todas as medidas implementadas para assegurar que:

  • Os riscos são adequadamente controlados;
  • A informação financeira transmitida a clientes é completa e fiável;
  • As regras, regulamentações e políticas internas estão a ser cumpridas;
  • As restrições de clientes específicas são adequadamente monitorizadas e reportadas corretamente.

A nossa política de Gestão de Risco cumpre com as recomendações CESR 09/178 e as previsões regulatórias locais belgas, francesas e luxemburguesas.

O governo de riscos consiste na segregação restrita de deveres entre os vários departamentos responsáveis por iniciar (Front Office), transmitir (mesa de negociações), verificar (Middle Office) e estabelecer (agente depositário) as ordens e departamentos responsáveis de vários controlos (Gestão de risco, Compliance e Auditoria Interna).

O controlo interno baseia-se em três níveis de controlo:

Primeiro nível de controlo

O Front Office, a Mesa de Negociações e o Middle Office partilham o primeiro controlo.

Ao nível do front office, os líderes e os gestores de carteiras principais encontram-se de vez em quando em comités de investimento para realizar o primeiro nível de controlo. Os comités com os gestores de carteiras e o CIO são estabelecidos para assegurar a implementação da estratégia inerente ao fundo.

Segundo nível de controlo

Uma combinação de serviços de apoio, independentes da gestão de carteira, assegura o segundo nível de controlo.

  • O controlo de risco dentro da Candriam está organizado sob a supervisão de um departamento de gestão de risco independente, que assegura uma supervisão de riscos multifuncional, centralizada e independente e controlos relacionados através de vários comités de risco regularmente.
  • O compliance monitoriza os riscos do não compliance incorrido pela Candriam. Para esse fim, o departamento de Compliance define políticas e procedimentos, organiza formação para o staff e controla a boa aplicação das regras de cumprimento por todas as unidades de negócio.

Terceiro nível de controlo

O departamento da Auditoria Interna é responsável por assegurar a consistência e eficácia dos primeiros e segundos níveis de controlos (i.e. o sistema geal para o controlo “ex post” das unidades de operações, negócio e equipas da empresa).

Através desta linha hierárquica, os auditores internos reportam ao CEO bem como ao Comité Executivo. Esta linha de divulgação vai ao encontro dos padrões do IIA (Instituto de Auditores Internos) e normas regulatórias e significa que os auditores internos estão completamente independentes das atividades que são auditadas e, por isso, não estão sujeitos a conflitos de interesse.

9. Política de liquidez

Regra de liquidez: tamanho de emissão mínimo normal de 500M€; até 10% da carteira pode ser investido em emissões com um tamanho de emissão mínimo de 100M€

10. Cobertura cambial

A estratégia é denominada em euros. O risco cambial é coberto, usando swaps cambiais, renovados mensalmente.

11. Uso de derivados

A estratégia pode investir em derivados para fins de liquidez ou de investimento. Os derivados permitem uma implementação rápida de uma estratégia e facilitam a gestão de risco em mercados onde as emissões de crédito subjacentes podem ser ilíquidas. Em mercados voláteis, permitem ajustes rápidos na exposição para proteger ativos.

Os derivados de crédito podem ser usados para um ajustamento rápido de exposição geral de liquidez ao mercado de crédito, para manter a liquidez e flexibilidade. Também podem ser usados para liquidez para acomodar subscrições e resgates.

Os derivados de crédito podem ser usados para ganhar exposição a um emissor em particular; por exemplo se os CDS forem mais líquidos ou mais atrativos em termos de preço do que as emissões subjacentes. Podem ser usados para cobrir posições; por exemplo usando CDS para proteger contra risco de crédito que se desenvolve rapidamente.

Os instrumentos de derivados de crédito principais usados são CDS em nomes individuais e CDS em derivados de crédito indexado altamente líquidos tais como o iTraxx Crossover.

As estratégias de taxas de juro podem incorporar swaps de taxas de juro, futuros ou options em futuros.

Empresas

Notícias relacionadas

O Mais Lido