Caixagest Reforma Garantida 2022, fundo de pensões com melhor rendibilidade nos últimos doze meses


O fundo de pensões aberto, Caixagest Reforma Garantida 2022, é o fundo de pensões com melhor rendibilidade efectiva (liquida de comissão de gestão) nos últimos doze meses, de 15,58%, segundo dados da APFIPP. No final do ano de 2011, o valor da carteira do fundo era de 12,1 milhões de euros.

A cotação da unidade de participação do fundo sofreu algumas oscilações ao longo de 2011, influenciada pelo mercado de taxa de juro, tendo registado, em 31 de Dezembro de 2011, o valor de 5,1346 euros. Actualmente o valor da unidade de participação aumentou para 5,5573 euros, a 7 de Agosto, segundo a própria sociedade gestora.

O fundo caracteriza-se por uma gestão que pretende assegurar a garantia de capital e rendimento mínimo (30% de rendimento sobre uma base de cinco euros por unidade de participação) deixando depois de 21 de Março de 2022, data de vencimento, de oferecer qualquer garantia de capital. A política de investimento define-se, então, em duas fases, na medida em que durante a primeira fase a gestão será realizada de forma a poder cumprir a referida garantia de capital e de rendimento mínimo e na segunda fase adopta uma gestão conservadora em que é definido para cada classe de activos um benchmark central e respectivos intervalos (obrigações com um benchmark central de 70% com um intervalo permitido  entre os 50 e os 90%; acções até 10% com um intervalo entre os 0 e os 35%; imobiliário até 15% com um intervalo entre os 0 e os 25%; alternativos sem benchmark central embora com um intervalo entre os 0 e 10%; liquidez até 5% com um intervalo entre 0 e 25%).

Durante o ano de 2011 a carteira do fundo continuou a ser constituída por títulos representativos de dívida, situação que se prolongará até 21 de Março de 2022, segundo relatório e contas apresentado pela CGD Pensões, sociedade gestora do fundo, por forma a  assegurar nessa data o capital (cinco euros por unidade de participação) e rendimentos mínimos estabelecidos. O rendimento mínimo será dado pela incidência de uma taxa de 30%, acrescida de 50% da melhor valorização positiva do índice DJ Eurostoxx 50 registada entre 19 de Março de cada ano (ou, caso não haja observação nessa data, na data imediatamente posterior em que exista observação), sobre uma base de cinco euros por unidade de participação.

Empresas