Tags: Emergentes |

Brasil é a sexta maior indústria de fundos do mundo


Durante o Brazilian Day, organizado pela ESAF e que decorreu ontem em Lisboa, Paulo Werneck, CEO da gestora de activos do BES no Brasil, referiu que se trata de uma indústria “muito robusta, que mostra um crescimento constante”.  Nos últimos anos  só em 2008 houve saldo negativo, “de resto, de 2007 até agora, tivemos captações sempre positivas”, exemplificou.
A indústria brasileira de fundos de investimento conta actualmente com 450 gestores, sendo que 80% a 90%, adiantou o CEO da Besaf, “concentra-se dos 10 maiores ‘players’ do mercado”, que fazem parte dos grandes bancos de retalho, como o Banco do Brasil, o Bradesco ou o Santander. O número de fundos disponíveis está já próximo de 7.000 e o montante em activos sob gestão ascende a 836 mil milhões de euros.

A Besaf, criada em 2004, é uma sociedade gestora de activos especializada no mercado brasileiro, com actividade nas áreas de taxa fixa, taxa variável e mercado cambial, e que tem como accionistas do BESI Brasil e a ESAF.

Notícias relacionadas