Tags: Negócio | Pensões |

BPI Vida e Pensões é a gestora que mais cresce


 

O BPI Vida e Pensões foi a gestora de fundos de pensões que mais cresceu, em termos percentuais, no primeiro trimestre deste ano face ao final do ano passado e também ao período homólogo de 2012, mostra o relatório trimestral divulgado pela APFIPP.

Relativamente a Dezembro, o aumento no volume sob gestão é de 3,5%, ascendendo a 16,7% quando comparado com Março de 2012. Já em valores absolutos, a BPI Vida e Pensões foi igualmente a que registou maior crescimento face ao final do ano passado, com mais 67,3 milhões de euros, acumulando o segundo maior aumento em termos homólogos, de 284,6 milhões de euros, apenas superado pelo verificado pela Pensõesgere (de 359,1 milhões de euros), sociedade gestora que tem o maior volume sob gestão, o qual totalizava 4,16 mil milhões de euros no final de Março (corresponde a uma quota de mercado de 29,5%).

Com um montante gerido de 1.986,6 milhões de euros, a BPI Vida e Pensões ocupa a terceira posição entre as gestoras de fundos de pensões, com uma quota de mercado que se situava em 14,1% no final do primeiro trimestre.

No segundo lugar está a CGD Pensões, com um valor sob gestão de 2,3 mil milhões de euros em Março, e uma quota de mercado de 16,3%.

Das 11 sociedades gestoras associadas da APFIPP, seis terminaram Março com um volume gerido superior a mil milhões euros; além das três já mencionadas anteriormente integram ainda este conjunto a ESAF (1,67 mil milhões de euros), a sociedade gestora de fundos de pensões do Banco de Portugal (1,42 mil milhões) e a Futuro (1.096,2 milhões de euros), de acordo com o mesmo relatório.

No total, o valor gerido pelos fundos de pensões era de 14,12 mil milhões de euros, mais 0,3% que em Dezembro e superior em 8,4% a Março de 2012.

 

Notícias relacionadas