BPI Selecção: o melhor multiativo equilibrado de 2016


Depois de termos visto que o Montepio Multi Gestão Prudente foi o melhor fundo multiativo defensivo do ano passado, é hora de vermos quais são foram os melhores fundos multiativos equilibrados no mesmo período. De acordo com os dados publicados pela Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios – APFIPP – estes fundos caracterizam-se pela parte acionista da carteira estar entre os 35% e os 65% do total do investimento.

De acordo com a Associção, esta categoria geria no final do ano passado mais de 261 milhões de euros, que estavam divididos por uma dezena de produtos. Desses, aquele que regista melhor rendibilidade no ano passado é gerido pela BPI Gestão de Activos e denomina-se BPI Selecção. Em 2016 a sua valorização ascendeu a 3,34%, sendo o único produto que registou uma rendibilidade superior a 2,5%. No final do ano passado o património do fundo ascendia a 7,75 milhões de euros e na ficha do produto, referente a dezembro, lia-se que o fundo teve "como principais contribuidores para a rentabilidade os fundos BPI Europa Lux, BPI Euro Grandes Capitalizações e BPI Ibéria". O mesmo documento refere, ainda, que "no final do período a carteira tinha 63% em acções diversificadas entre Europa, EUA e emergentes (BPI Ásia e BPI África). Nas obrigações mantém-se a exposição a BPI High Income e na componente de retorno absoluto o BPI Alternative Iberia Long Short é o principal investimento".

Com 2,11% surge, logo depois, o fundo Montepio Multi Gestão Equilibrada. Gerido pela Montepio Gestão de Activos, o fundo geria no final de dezembro mais de quatro milhões de euros. Em termos de maiores investimentos em carteira, a posição cimeira é ocupada pelo Montepio Taxa Fixa, seguido de alguns produtos geridos por entidades internacionais: o MS INVF Eurozone Equity Alpha A da Morgan Stanley, o BNY Mellon Global Bond EUR C Acc da BNY Mellon IM e ainda o BGF European A2 da BlackRock, sendo este último um Blockbuster Funds People.

A fechar o top 3 vem o Santander Multiactivos 20-60, que é da responsabilidade da Santander Asset Management. No decorrer do ano passado a sua rendibilidade atingiu os 1,53% com o seu património, no final do ano, a superar os 3,75 milhões de euros. Analisando a carteira, é possível ver que nos principais investimentos encontramos um pouco de tudo: desde ETF, passando por fundos geridos por casas internacionais e ainda por títulos de dívida publica.

Os fundos multiativos equilibrados em 2016

Multiativos_equilibrados_2016

Fonte: APFIPP no final do ano passado

Empresas

O Mais Lido