Tags: Consultoria | Negócio |

BPI Gestão de Activos continua a ser o nome dominante nas captações


O mercado nacional de fundos de investimento mobiliários continua a seguir uma tendência de encurtamento, e desde o início do ano os ativos sob gestão deste segmento já  se reduziram muito perto de 10%. Em junho, o montante gerido pelos cerca de 180 fundos mobiliários nacionais chegava aos 10,78 mil milhões de euros, e importa agora destacar algumas sociedades gestoras que conseguiram brilhar num mês marcado pela palavra resgates.

Os dados emitidos pela APFIPP, no seu relatório mensal, indicam que em junho a entidade que conseguiu maior saldo de subscrições menos resgates foi a BPI Gestão de Activos, que no mês arrecadou 56,4 milhões de euros. Em termos de entradas de dinheiro destacou-se em seguida a Optimize Investment Partners, com um saldo de 0,4 milhões de euros, e ainda a Invest Gestão de Activos com entradas de 0,2 milhões de euros.

Captura_de_ecra__2016-07-18__a_s_14

Em termos percentuais, contudo, o maior crescimento foi protagonizados por outra entidade. Em junho, o maior incremento percentual pertenceu à MCO2, com 2,5% (0,5 milhões de euros), enquanto em termos absolutos foi a BPI Gestão de Activos que mais cresceu, no caso 34,5 milhões de euros.

Desde o início do ano, ao nível das captações, o destaque também continua a ser da BPI Gestão de Activos. A gestora arrecada um montante de 62,6 milhões de euros de saldo entre subscrições e resgates, sendo seguida pela Optimize Investment Partners, que conquista nos primeiros seis meses do ano um saldo líquido de 9,3 milhões de euros. No terceiro posto destaque para a Invest Gestão de Activos que conquista 1,3 milhões de euros de entradas líquidas nos meses já decorridos do ano.

subs_2016

 

Empresas

Notícias relacionadas

O Mais Lido

Próximos eventos