Tags: Gestores | Negócio |

BPI GA líder em crescimento percentual na gestão de patrimónios em junho


A Gestão de Patrimónios em Portugal tem vindo a crescer. Seja desde o início do ano, ou num período de 12 meses, é possível verificar um aumento no valor das carteiras das várias casas gestoras. Quem o diz é o relatório estatístico mensal da gestão de patrimónios da Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios.

Numa perspetiva geral, o valor das carteiras sob gestão discricionária aumentou para os 58 105,6 milhões de euros com referência ao final do mês de junho, traduzindo-se, assim, num aumento de 0,3% face ao mês anterior.

Relativamente ao início do ano é possível observar um crescimento nos ativos sob gestão de 1,6%, enquanto no período a doze meses se verifica uma subida de 3,4% nos montantes geridos.

A BPI Gestão de Activos foi a sociedade gestora que mais cresceu em junho, em termos percentuais, no caso de 1,4%, ou seja, 99,4 milhões de euros em termos absolutos. Já a Caixagest foi a que registou um maior crescimento mensal, em valores absolutos, com 107,9 milhões de euros (0,5%).

Caixagest aproxima-se dos 40% de quota de mercado

O top três das sociedades gestoras, em relação ao mês de maio, mantém-se o mesmo. A Caixagest com 22 601,3 milhões de euros de ativos sob gestão, resultando numa quota de 38,9%, a BMO GAM, com 14 435,8 milhões de euros e uma quota de 24,8% e, por fim, a BPI Gestão de Activos com 7 117,3 milhões de euros e uma quota de 12,2%.

A sociedade gestora que maior crescimento registou, desde o início do ano, em termos percentuais, foi a Dunas Capital – Gestão de Activos com 18,0%, ou seja, 2,2 milhões de euros. No entanto, foi a Caixagest que registou o maior crescimento, em termos absolutos, com 786,9 milhões de euros (3,6%).

1

Fonte: APFIPP, junho de 2018

Empresas

Notícias relacionadas

Anterior 1 2 Siguiente

O Mais Lido