Tags: Negócio | Ações |

BPI Ações Mundiais: o fundo mais rentável de 2019


2019 não podia ter sido mais benéfico para os mercados, mas também o termo de comparação com o fecho de 2018 permite colocar os resultados em perspetiva. Olhando para o conjunto de fundos de ações domiciliados em Portugal percebe-se que as rentabilidades dos 10 fundos com melhores performances ficam acima dos 25%, segundo dados da Morningstar Direct, e que o mesmo fundo que lidera este ranking é, também ele, o fundo mais rentável do ano que passou.

BPI GA em destaque

O fundo com maior retorno no campo das ações – e do universo dos fundos mobiliários nacionais – trata-se do BPI Ações Mundiais que alcança no ano passado 34,47% de rentabilidade. O fundo gerido por Rui Araújo, CFA, e Luís Alvarenga, da BPI GA, consegue também ser o fundo mais interessante em termos de retorno por unidade de risco no período: para um desvio padrão de 10,99% alcança um retorno por unidade de risco de 3,14. Na ficha de produto referente a novembro, disponibilizada pela gestora é referido que o consumo não-cíclico é o sector com maior predominância em carteira – 41% - seguido da tecnologia, que representa 18%.

A pujança da casa neste final de ano é reiterada pela presença do BPI América D no posto de segundo mais rentável no período, com 31,96% de rentabilidade. Também Rui Araújo, CFA e Luís Alvarenga são os responsáveis por este produto, tratando-se esta da classe sem cobertura cambial do fundo. Também à semelhança do produto anterior, o consumo não cíclico é o mais robusto em carteira (28%), seguido da tecnologia (20%). Relativamente ao investimento em tecnologia, num recente pequeno-almoço organizado pela Funds People, o profissional referia que não gosta de estar exposto “ao lado cíclico das empresas” e, por isso, dentro do sector prefere canalizar o “o investimento para o software e serviços”.

Evidente no resto dos nomes presentes tanto em termos do retorno em absoluto, como no retorno por unidade de risco são os nomes de produtos US equity e Global equity. Destaque, também, para o terceiro fundo mais rentável do ano passado, que traz à ribalta o tema do ESG – o fundo Caixa Ações Europa Socialmente Responsável, da Caixa Gestão de Ativos, alcançou no período mais de 29% de rentabilidade.   

Fundos ordenados por Retorno em 2019

Captura_de_ecra__2020-01-06__a_s_12

Fundos ordenados pelo Retorno por Unidade de Risco

Captura_de_ecra__2020-01-06__a_s_12

Profissionais
Empresas

Notícias relacionadas

Tec·no·lo·gi·a

Substantivo feminino: Ciência cujo objeto é a aplicação do conhecimento técnico e científico para fins industriais e comerciais. Foi exatamente para discutir este tema que a DNB Asset Management promoveu em Lisboa um encontro entre gestores e responsáveis de equity. Setores favoritos e o futuro da tecnologia estiveram em cima da mesa.

O Mais Lido