Tags: Obrigações | Ações |

Bolsa portuguesa fecha a subir mais de meio porcento


Na NYSE Euronext Lisbon, o PSI 20 subiu 0,67% para 5.883,12 pontos, com onze títulos a subir, três títulos sem variação e seis títulos em terreno negativo. Entre as congéneres europeias, a realidade não é muito diferente tendo o Ibex fechado a subir 0,54% para 8.180,2 pontos. O EuroStoxx 50 encerrou a sessão em lado contrário, recuando 0,07% para os 2.700,93 pontos.

Francisco Almeida da Orey Financial explicou que “os mercados accionistas europeus tiveram um dia tranquilo, com os índices a variar entre ganhos e perdas pouco expressivas, numa altura em que a maioria dos investidores aguardam com grande expectativa o discurso de Ben Bernanke amanha ao final da tarde. O volume transaccionado no EuroStoxx 50 foi 17% abaixo da média das últimas 30 sessões”

O sector das telecomunicações voltou a ser alvo de notícias o que levou a Zon a subir 4,02% para os 3,930 euros. Já “na sessão de ontem a empresa fechou a subir 5,24% e na de sexta-feira passada 2,37%, atingindo hoje máximos de Abril de 2010. A expectativa em relação à fusão com a Optimus tem animado os investidores, numa altura em que o sector das telecomunicações está energético. A CNBC anunciou hoje mais uma proposta de compra para a Kabel Deutschland por parte da Liberty Media, juntando-se à Vodafone na corrida. Ainda ontem, correram rumores de que a americana AT&T estaria interessada na compra da Telefónica, noticias entretanto desmentidas”, sublinhou Francisco Almeida.  

Nos restantes títulos do sector, a Sonaecom valorizou 0,31% para os 1,605 euros enquanto a Portugal Telecom recuou 0,35% para os 3,160 euros.

No sector bancário, as acções do BCP e do Banif mantiveram-se inalteradas relativamente à sessão de ontem. O BES foi o único título entre as financeiras a fechar no vermelhando, perdendo 0,42% para os 0,720 euros. O BPI subiu 0,83% para os 0,973 euros.

Nas energéticas, a REN e a EDP Renováveis caíram 1,18% para 2,180 euros e 0,08% para os 3,822 euros, respectivamente. A Galp Energia avançou 0,61% para 12,445 euros e a EDP fechou em alta de 1,18% para 2,579 euros.

A retalhista Jerónimo Martins subiu 1,56% para 16,95 euros e a construtora Mota Engil, segundo título que mais subiu esta terça-feira, encerrou com uma valorização de 2,45% para os 2,345 euros.

O Mais Lido