Tags: Obrigações | Ações |

Bolsa de Lisboa em queda a primeira vez esta semena


A contrariar a tendência positiva desta semana o PSI 20 encerrou hoje no vermelho com uma queda acentuada de 0,78% para os 5.524,47 pontos. Nas restantes congéneres europeias o mesmo cenário. Madrid encerrou a cair 0,18%, Paris - 0,06% e Frankfurt -0,07%.

Na NYSE Euronext Lisbon um dia cinzento no encerramento da sessão, com apenas duas empresas cotadas a valorizarem e uma a manter os mesmos valores de ontem.

O sector bancário foi o que mais contribuiu para o cenário de hoje, protagonizando as maiores desvalorizações do dia. O Banif registou a maior descida do dia, com -9,43% para os 0,048. O BPI caiu 3,09% para os 0,910, enquanto a descida do BCP foi de 3,23% para os 0,090. O BES foi o menos prejudicado tendo caído 1,90% para os 0,620.

Uma das valorizações da sessão pertenceu à EDP, que subiu 1,67% para os 2,500. Uma excepção, já que todo o sector energético encerrou no vermelho. A EDP renováveis desvalorizou 1,25% para os 3,717. A Galp Energia desvalorizou 0,80% para os 11,780, enquanto a REN caiu o,77% para os 2,180.

O sector das telecomunicações, também encerrou todo no vermelho. A Zon-Multimédia registou a maior descida do sector, tendo desvalorizado1,69% para os 4,020. Para a Sonaecom a queda foi de 0,85% para os 1,750, enquanto a Portugal Telecom caiu 0,72% para os 2, 754.

A outra valorização do dia pertenceu à Sonae SGPS, que subiu 2,43% para os 0,759. Já a concorrente Jerónimo Martins encerrou também em queda de 1,12% para os 15,885. A construtora Mota-Engil, por seu lado, manteve os mesmos valores da sessão de ontem.