"BNY Mellon Long-Term Global Equity: um fundo para investidores que queiram uma exposição a acções globais a longo prazo"


O património deste fundo, da categoria Morningstar acções globais, grande capitalização, estilo crescimento, é de 1.061,68 milhões de euros e ao qual é atribuído um Morningstar Analyst Rating Silver. A sua estratégia está notoriamente inclinada para o crescimento, este fundo tem sido um protector admirável de capital dos investidores.

A BNY Mellon, corresponde um grupo de gestoras independentes, que têm autonomia de investimento. Esta gestora adquiriu uma excelente equipa de  equity em 2006 depois de comprar a Walter Scott Investment Management. Como muitas das suas aquisições, a BNY Mellon permitiu que Walter Scott continuasse a realizar as suas operações a partir da sua sede em Edimburgo. Muitos dos membros fundadores continuam na empresa desde a sua criação em 1983 e é de se notar que Walter Scott acrescentou recursos  em concordância com o crescimento nos ativos sob gestão.

A equipa de research atual é constituída por 21 elementos e é estruturada em torno do fundo de equity global com os analistas divididos em três grupos geográficos:  América, Europa e a Australasia. Charles Macquaker e Roy Leckie dirigem formalmente a equipa de investimento, esta é uma estrutura consensual onde as recomendações individuais dos analistas exigem a aprovação de toda a equipa.

O alvo dos analistas são empresas em crescimento com um baixo rácio de Dívida/Equity e com modelos de negócio replicáveis. Consequentemente o processo é mais focado em torno de empresas com características de crescimento sólido do que empresas com características de crescimento rápido e menos maduras. Podemos verificar esta situação em carteiras de empresas consagradas, tais como a Microsoft e a Colgate Palmolive. O portfolio´s asset allocation, continua a exibir características de estilo Growth , tal como um elevado rácio Price/Earnings, o que justifica a sua classificação na categoría Morningstar Acções Global Cap. Grande Crescimento.

Para uma estratégia de crescimento o fundo tem sido um grande protetor de capitais dos investidores em periodos de recessão, exemplificando, durante a crise de crédito entre o periodo de Junho de 2008 a Fevereiro de 2009, o fundo caiu 18% em contraste com a perda de 30% por parte dos fundos do seu grupo. Por outro lado o fundo é menos participativo durante as tendências ascendentes dos mercados, mas a longo prazo o fundo superou os seus pares e o seu índice de referência MSCI Word Index. Pensamos que a baixa volatilidade dos retornos deste fundo torna-o simple de usar como um fundo principal de acções globais e recebe da nossa parte a Morningstar Analyst Rating de Silver.

Sumário:
 
Pessoal:
A equipa  tem sede em Edimburgo e é dividido em três grupos geográficos de forma a cobrir o seu universo.
 
Firma Gestora:
BNY Mellon é um grupo de gestoras independentes, que têm autonomia de investimento.
 
Processo:
Toda a pesquisa é realizada internamente e confiante nos resultados positivos das empresas a longo prazo.
 
Desempenho:

A sua estratégia esta notoriamente inclinada para o crescimento, este fundo tem sido um protetor admirável de capital dos investidores.
 
Preço:
O TER (rácio de gastos anuais totais)tem uma percentagem decepcionante de 2,25%, quase 0,5% acima da média do fundo da sua categoria Morningstar.

Notícias relacionadas

O Mais Lido