Tags: Lançamentos | Ações |

BNY Mellon IM olha para o tema de infraestruturas no seu segundo fundo temático do ano


Continua a onda de fundos temáticos no mercado. Após o recente lançamento do BNY Mellon Mobility Innovation Fund, a BNY Mellon Investment Management lançou a sua segunda proposta neste nicho este ano: o BNY Mellon Global Infrastructure Income Fund. O fundo de ações tem um objetivo de geração de rendimentos e de crescimento de capital, investindo em empresas de infraestruturas de todo o mundo.

Replica uma estratégia gerida por Jim Lydotes, gestor de carteiras senior na The Boston Company, uma das empresas que integram o grupo, que desde o seu lançamento em 2011 gerou de forma consistente cerca de 6%  anuais.

A carteira é concentrada, com entre 20 e 40 empresas cotadas de setores de infraestruturas tradicionais e não tradicionais de todo o mundo. “Com isso procura ganhar exposição a um vasto universo de oportunidades em infraestruturas que, na opinião do gestor de investimentos, irão ser apoiadas pelas exigências económicas, sociais e ambientais”, explicam no comunicado. O fundo abrange setores de infraestruturas tradicionais como transportes, energia e serviços públicos, e setores de comunicações e sociais não tradicionais como satélites, hospitais e residências para pessoas idosas.

A gestora identifica oportunidades no setor das infraestruturas. “Existe uma necessidade crescente de modernizar infraestruturas antigas, investir em novas tecnologias energéticas e apoiar tanto as populações em crescimento como as que envelhecem em todo o mundo”, conta Lydotes. “Esta estratégia segue uma abordagem analítica e centrada no risco que equilibra a necessidade de obter dividendos de máxima qualidade com a apreciação de capital, o que se traduz numa combinação única de elevada rentabilidade e crescimento. Acreditamos que o sucesso de um investimento global reside numa análise rigorosa, numa seleção de valores cuidada e no ênfase na sustentabilidade, três características deste fundo”, acrescenta.

“Tendo em conta a experiência que a The Boston Company acumula em investimento temático e o robusto track record que registou a estratégia existente nos sete anos decorridos desde o seu lançamento, Jim e a equipa de investimento encontram-se numa posição ideal para gerir este fundo”, acrescenta Hilary López, responsável de distribuição entre intermediários.

Empresas

Notícias relacionadas

Anterior 1 2 Siguiente

Próximos eventos