BlackRock consolida várias divisões de gestão ativa para criar uma nova unidade de negócio


A BlackRock consolidou sete das suas divisões de gestão ativa para criar uma nova unidade de negócio, segundo adiantam a Citywire e a Pensions & Investments e que a FundsPeople conseguiu confirmar. O novo grupo de gestão de carteiras, liderado por Rich Kushel, responsável do grupo pelas estratégias multi-asset e obrigações globais, terá a seu cargo 3,6 biliões de dólares em ativos sob gestão. “Para nos assegurarmos de que continuamos a responder às necessidades em evolução no nosso negócio, estamos a realinhar a estrutura da nossa plataforma de investimento”, explica Rob Kapito, presidente da empresa, numa nota interna vista pelos meios estrangeiros.

O novo grupo nasce da consolidação das divisões de obrigações fundamentais, obrigações municipais e FIG, obrigações indexadas e liability driven (LDI), ações fundamentais, investimentos sistemáticos, estratégias e soluções multiativas, e empréstimos globais, liquidez e investidores privados.

A reorganização traz algumas mudanças no papel de vários membros executivos:

- Rick Rieder, além de ser diretor de investimentos de obrigações globais, agora também é responsável de negócio de obrigações fundamentais, que incorpora responsabilidade direta sobre mercados emergentes, multiativos high alfa e investimento responsável.

- Daniel Gamba, responsável global da estratégia de produto de ações ativas, e Becci McKinley-Rowe, responsável de ações fundamentais e ativas para EMEA, serão os responsáveis do negócio de ações fundamentais. Nigel Bolton, Tony DeSpirito e Belinda Boa vão partilhar o cargo de diretor de investimentos dessa área.

Segundo a nota interna, não haverá mudanças nas equipas de gestão de carteiras como resultados da reorganização.

Empresas

Notícias relacionadas

O Mais Lido

Próximos eventos