Tags: Negócio |

Banco Best lança Advisory Desk Exclusive, num semestre em que os AuM recuaram ligeiramente


O digital banking parece ter saído reforçado em contexto de COVID-19. Uma percepção que o Banco Best reitera na comunicação dos resultados referentes ao primeiro semestre da entidade. Com 1,3 milhões de euros de resultados positivos nos primeiros seis meses do ano, a entidade destaca o “crescimento no trading de 70%”, bem com o incremento dos clientes em 15%.

Os níveis de volatilidade em vigor em março e abril tiveram os seus efeitos na instituição. No comunicado explicitam que, “caracterizando-se o Best pela sua natureza de Banco digital e também pela sua especificidade de plataforma aberta de Asset Management e Trading”, os níveis históricos de volatilidade nos mercados financeiros “afetaram o valor dos AUM (ativos sob gestão) dos clientes do banco que, face à redução de 1% versus final de junho de 2019, fecharam o semestre nos 2.023 milhões de euros”.

Movimento inverso seguiram os depósitos na instituição. Atingiram “a marca histórica de  682 milhões de euros, que representa uma variação positiva significativa de 18% face ao primeiro semestre de 2019”. Um crescimento que, dizem, “resultou, fundamentalmente, do resgate de aplicações financeiras, mas também da entrada de recursos”.

Advisory Desk Exclusive

O período dos primeiros seis meses do ano ficou também marcado por novidades. “Neste período foi enriquecida a oferta para o Segmento Best Exclusive – o segmento mais elevado de clientes particulares – através do lançamento da newsletter “Radar de fundos”, do desenvolvimento da Advisory Desk Exclusive, com a elaboração de propostas à medida que incluem produtos da plataforma Best, geridos por uma grande variedade de sociedades gestoras muito reputadas, respetivos benchmarks e informação detalhada sobre cada produto e, de ajuste de imagem da App para Clientes Exclusive”, contam.

Reforço de parcerias

Na área de asset management o Banco Best destaca a manutenção da “inovação e independência da oferta como pilares da sua atividade”. No período foram adicionadas “mais parcerias e produtos de serviços”. Destacam neste âmbito a parceria com a Flossbach von Storch. Igualmente, no campo dos ETF, sublinham “o reforço da oferta da Invesco e da Amundi, com foco na vertente do ESG”.

Empresas

Notícias relacionadas

O Mais Lido