Tags: Negócio |

Banco Best e Credit Suisse AM fazem acordo baseado na tecnologia Blockchain


O Banco Best e o Credit Suisse AM acabam de anunciar a realização de uma operação de fundos end-to-end através da infraestrutura FundsDLT baseada na tecnologia Blockchain.

Segundo o comunicado emitido pela entidade, “a distribuição além-fronteiras de um fundo de investimento através da tecnologia Blockchain demonstrou a solidez de um novo modelo que revela ser mais eficiente, escalável e eficaz, marcando mais um passo importante para a evolução da distribuição de fundos de investimento”.  Na nota de imprensa, é ainda referido que “as transações abrangeram todo o processo de subscrição de fundos de investimento, desde o momento de registo da ordem até ao processamento da operação”.

Carlos Almeida, diretor de investimentos do Banco Best, acredita que “esta prova de conceito é uma grande conquista” e “reforça o compromisso do Banco Best de estar ao lado quem vai à frente”. O profissional afirma que na entidade “querem estar envolvidos na tecnologia Blockchain para trabalhar em parceria com todos os stakeholders, tendo por objetivo adaptar e aproveitar novas oportunidades para o nosso modelo de negócio, com a ambição de melhorar a experiência do cliente, bem como promover a inclusão financeira”.

Para este projeto o Banco Best desenvolveu uma API (Application Programming Interfaces) e criou também “uma aplicação dedicada para avaliar o impacto total da experiência do cliente. Esta inovação permitiu reduzir, de forma substancial, o tempo entre o registo da ordem e a liquidação da operação”.

Com esta prova de conceito, referem no comunicado, o Credit Suisse Fund Services (Luxemburgo) SA é um dos primeiros asset servicing providers a realizar uma transação end-to-end de fundos utilizando o Blockchain, integrando-o nas suas principais plataformas.

Profissionais
Empresas

Notícias relacionadas

Anterior 1 2 Siguiente