AXA WF Framlington Europe Microcap: Identificar líderes futuros


A entidade gestora AXA IM disponibilizou a seguinte informação sobre o fundo AXA WF Framlington Europe Microcap, classificado com o selo Consistente pela Funds People:

AXA WF Framlington Europe Microcap

Breve descrição do fundo

O objetivo da estratégia Framlington Equities European Microcap é criar valor sustentável no longo prazo, ao identificar líderes futuros com drivers de growth, uma forte diferenciação de modelos de produto/negócio e exposição à inovação. A estratégia está consciente do benchmark mas não é orientada pelo benchmark.

Principais diferenças face a produtos semelhantes no mercado

Acreditamos que a estratégia Framlington Equities European Microcap apresenta as seguintes vantagens competitivas:

Um franchise de longa duração e bem-sucedido em investimento em small caps

As estratégias de ações small-cap são uma grande parte da AXA IM, tanto em termos de procura atual de clientes como em termos de prospetos de crescimento de longo prazo. O investimento em small caps tem sido uma grande área de experiência e enfoque nas Ações Framlington. Como investidores growth, as ações de small e mid-caps têm sido um universo natural para os nossos gestores/analistas de portfolios. Temos vindo a gerir fundos de ações de small cap desde os anos 90, tal como ilustrado abaixo:

1f

Uma equipa de investimento experiente

A equipa fornece uma cobertura em profundidade do universo de small caps e desenvolveu o seu próprio modelo de valorização. Tendo sido pioneira na classe de ativos desde o início da década de 90, a equipa forjou fortes relações com as equipas de gestão de empresas nas quais investem.

Uma abordagem de investimento comprovada

Os nossos especialistas de investimento em small caps têm uma experiência de 13 anos na indústria, em média, e um track record bem-sucedido ao investirem em vários ciclos de mercado. Um profundo conhecimento das dinâmicas de mercado de ações de small-caps. Gerimos mais de 3 mil milhões de ativos ao longo de um vasto espetro das capitalizações de mercado (ações de micro, small e mid-caps) bem como geografias (França, Reino Unido, Europa e Global). Uma abordagem global à criação de valor – combinando critérios de governo corporativo e financeiro para selecionar empresas com um perfil fundamental robusto e a capacidade se manter retornos financeiros superiores durante um ciclo económico completo.

Objetivos de investimento

A estratégia não é gerida com uma meta de outperformance versus o seu benchmark, o MSCI Europe Microcap Total Return índex.

No passado, a força do nosso processo e a experiência da nossa equipa permitiu-nos gerar fortes retornos brutos excedentes de cerca de 4-5% por ano durante um ciclo de mercado completo.

Abordagem de investimento

Acreditamos que as empresas podem produzir um crescimento acima da média em rendimentos e os retornos líquidos irão gerar uma outperformance ao longo do tempo. Acreditamos que essas empresas que têm uma gestão de elevada qualidade, oportunidades de crescimento rentável e sem limites, bem como o capital para tirar partido dessas oportunidades, irão fornecer retornos sustentáveis e superiores para os investidores.

Focamo-nos nos prospetos de crescimento de longo prazo, uma vez que muitos participantes do mercado se focam em acontecimentos de curto prazo e subestimam o verdadeiro potencial de crescimento de empresas inovadoras. Isto cria ineficiências de valorização que representam oportunidades para os investidores de longo prazo. De acordo com esta abordagem de investidor de longo prazo, a nossa estratégia impulsiona uma rotatividade baixa de aproximadamente 40-60% em média por ano.

O stock-picking fundamental está no núcleo da nossa abordagem. A nossa organização de research assegura uma grande cobertura do universo. A seleção de títulos é baseada em perspetivas fundamentais dos nossos especialistas setoriais bem como nos resultados do nosso modelo de rendimentos proprietário. Além disso, reuniões frequentes com as equipas de gestão das empresas são contribuições importantes para construir cada caso de investimento.

Restrições de investimento:

Por posição

A ponderação de cada título no portfolio é o resultado de uma análise de riso/retorno detalhada, que tem em conta as vantagens de valorização, a perspetiva do mercado e matrizes de construção do portfolio internas, i.e. posições ativas são limitadas geralmente a 2%.

Geográficas

As alocações a países e setores são, em grande medida, o resultado da seleção de ações mas são monitorizadas ativamente para manter diversificação.

Setoriais

Alocações a países e setores são, em grande medida, o resultado da seleção de ações mas são monitorizadas ativamente para manter diversificação.

Benchmark e tracking error

O fundo não tem um benchmark oficial. O MSCI Europe Microcap índex só é usado para fins comparativos. O fundo não é gerido com um objetivo de tracking error explícito.

1 ano tracking error histórico (no dia 30/04/2018): 3,8%

3 anos tracking error anuais históricos (no dia 30/04/2018): 4,3%

5 anos tracking error anuais históricos (no dia 30/04/2018): 3,9%

Número de títulos e rotatividade

O nosso objetivo é construir uma carteira concentrada de 90-110 ações que está bem diversificada ao longo dos setores e regiões e que reflita as nossas convicções mais fortes em ações de crescimento rentável mal avaliadas e a nossa abordagem de gestão ativa.

1 ano de rotatividade no dia 31/03/2018: 57%

Política de risco

A gestão de risco e de controlos são uma grande parte da nossa filosofia de investimento e são totalmente integradas no nosso processo de investimento e operacional.

O enquadramento dos riscos e controlos globais da AXA IM é baseado na gestão de risco diária pelos gestores de carteira e de uma série de controlos desempenhados por funções independentes:

2f

Controlos desempenhados pela gestão de carteiras (nível 1.1)

Equipa de investimento

A gestão de risco sistemática diária é da responsabilidade dos gestores de carteiras, que monitorizam especificamente as restrições de carteiras, indicadores de risco e risco de liquidez e de mercado com a ajuda de várias ferramentas e relatórios.

Os gestores de carteira da Framlington Equities são apoiados pela equipa de Análise de Investimento (AI), que fornece aos gestores de carteiras o conhecimento adicional para apoiar o seu processo de construção de carteiras e ajudá-los a diminuir o risco. Esta equipa dedicada monitoriza a consistência das medidas de risco do portfolio, fundamentais e análises de mercado com expectativas baseadas nos objetivos de investimento e no processo de investimento. Também ajuda a medir, compreender e interpretar melhor as exposições ao risco de carteira. A equipa AI, que reporta ao Global Head of Framlington Equities, usa modelos de risco providenciados por terceiros bem como abordagens de análises de portfolio desenvolvidas internamente.

Controlos de front office (COO Office)

A adesão aos procedimentos do front office é monitorizada por uma equipa dedicada dentro do COO office, enquanto o cumprimento com as matrizes de investimento é revisto com base na informação de gestão regular fornecida pela equipa das Matrizes de Investimento.

Gestão empresarial (Gestão senior)

Os comités de gestão ao nível da empresa, que são compostos por representantes de gestão senior, reveem a adesão aos controlos de front office e matrizes de investimento, a adesão aos processos de investimento, características de risco de investimento e resultados de performance.

Controlos desempenhados por funções independentes

Cerca de 200 funcionários com funções de monitorização e controlo trabalham dentro das funções de Operações, Matrizes de Investimento, Compliance e Gestão de Risco na AXA IM.

Operações (nível 1.2)

Ao nível do primeiro nível, um controlo operacional sistemático é realizado pelo departamento de Operações, responsável pela qualidade dos dados e serviços fornecidos pelo middle-office, em particular, para todas as informações relacionados com as carteiras. Este departamento é estruturado em torno de três grandes funções:

Gestores comerciais: asseguram a integridade dos fluxos das transações entre comerciais, brokers e o middle-office

Portfolio Controllers: assegurar a integridade dos portfolios (incluindo o valor do ativo líquido dos portfolios). Os Portfolio Controllers interagem intimamente com gestores de carteiras e middle-/back office

Supervisão por terceiros: o departamento de Operações gere a relação com os nossos fornecedores por parte de terceiros e monitoriza a qualidade dos serviços fornecidos. Supervisiona mais especificamente as nossas relações diárias com o State Street Bank. Os controllers trabalham intimamente com as equipas de gestão, o middle-/back office e o departamento de Risco

Matrizes de investimento (nível 1.2)

A equipa de Matrizes de Investimento é responsável por monitorizar controlos independentes e sistemáticos contra as matrizes estabelecidas pelo cliente, regulador ou qualquer tipo de limite estabelecido. Exceções que são identificadas são reportadas à equipa de investimento e à função de controlo relevante.

Gestão de risco global (GRM) (nível 2)

Um segundo nível de controlo independente baseado em exceções é desempenhado pela GRM que controla os riscos operacionais, de contraparte, de crédito e de mercado.

Análises de Risco de Investimento e Padrões: é responsável pela identificação, análise, diminuição e controlo de segundo nível de riscos de modelagem e de investimento. São responsáveis pela definição e validação das metodologias de risco de investimento e modelos de valorização usados pelo grupo AXA de empresas.

Gestão de Risco Operacional: é responsável pela identificação, monitorização, divulgação, avaliação e controlo de riscos operacionais ao longo da organização bem como recomendação de diminuição e monitorização.

Gestores de risco senior de competência (SERM): agem como gestores de risco independentes para uma competência específica. Fornecem conhecimento acerca de riscos essenciais às equipas de gestão de investimento e de Gestão de Risco Global na AXA IM. O SERM encarregado das Framlington Equities reporta diretamente ao Global Head do SERM e está situado ao lado da equipa de investimento e da gestão senior em Londres com visitas e contactos com os gestores de investimento nos escritórios de Paris e Hong Kong. Com um diálogo frequente com as equipas supramencionadas e o apoio próximo das equipas de Analistas de Risco de Investimento e Padrões e de Risco de Operações utiliza uma gama de ferramentas de monitorização do risco e informação de gestão para monitorizar de forma independente a gama de carteiras da Framlington Equities e assegurar que estão em conformidade com os objetivos indicados e posicionamento aos clientes. A margem e natureza do segundo nível monitorizando os fundos da Framlington Equities está resumida abaixo:

Diariamente: matrizes de risco de investimento interno – estabelecidas pela equipa de gestão de risco independente e acordada com o gestor de carteira – são monitorizadas diariamente.

Monitorização de liquidez semanal: quando um alerta for revelado, o SERM será responsável por analisar o perfil de liquidez do fundo e da base de investidor com a equipa de investimento para decidir e acordar se determinadas ações específicas são necessárias.

Mensalmente: as reuniões de avaliação do risco de operações, performance e risco de investimento são realizadas mensalmente sentre a gestão senior da Framlington Equities e a Gestão de Risco Global (GRM).

Mapeamento periódico do "risk heat" é realizado pelo processo de investimento e ao nível da competência.

Novas avaliações de risco de negócio relativamente a novos lançamentos de produtos e clientes.

Compliance (nível 2)

O compliance é outra função de controlo de segundo nível. A AXA IM tem uma equipa de Compliance global, responsável por estabelecer os padrões aplicáveis a todas as subsidiárias da AXA IM. Os padrões estão relacionados com a ética profissional, procedimentos de controlo e cumprimento regulatório. O departamento de Compliance estabeleceu uma Tabela de Compliance que reflete os princípios éticos profissionais orientadores seguidos pelos funcionários da AXA IM.

O Compliance também é responsável pela monitorização de identificação, reporting, avaliação e controlo de segundo nível de riscos relacionados com o compliance, leis e regulamentos através da organização bem como recomendação de reuniões e monitorização.

Auditoria interna (nível 3)

O terceiro nível de controlo, efetuado pela equipa de Auditoria Interna, fornece uma avaliação independente e periódica da eficácia dos procedimentos e controlos da AXA IM. Um comité de Risco e Auditoria, que consiste principalmente em membros independentes, supervisiona os processos de controlo de risco bem como as demonstrações financeiras.

Política de liquidez

A liquidez é constantemente monitorizada ao nível de ações individuais e ao nível do portfolio.

O primeiro passo do processo de investimento é eliminar as ações menos líquidas do universo para manter a liquidez geral da carteira. Assim, aplicamos em primeiro lugar, um filtro de liquidez (>€100.000 por dia) que origina um universo elegível de aproximadamente 1000 ações.

O objetivo do gestor de carteiras é ser capaz de liquidar constantemente 50% da carteira em 10 dias, usando um pressuposto muito restrito de 15% de participação do montante transacionado diariamente, em média, dos últimos 90 dias.

Cobertura cambial

Não fazemos a cobertura do risco cambial da carteira

Uso de derivados

A estratégia não usa derivados.

Empresas

Notícias relacionadas

O Mais Lido