Ativos líquidos de fundos UCITS e alterativos europeus mais que duplicam em 10 anos


Entre os anos de 2009 e 2019 deu-se uma década de prosperidade para o mercado de fundos de investimento europeu. Segundo dados divulgados pela EFAMA no seu Factbook 2020, os ativos líquidos de fundos UCITS e AIF (fundos de investimento alternativos) domiciliados na Europa mais que duplicaram no período mencionado, passando de 7,4 mil milhões de euros em 2009 para 17,7 mil milhões no ano passado.

Já no caso concreto de Portugal, a tendência foi contrária. Os fundos domiciliados em território nacional registaram uma diminuição no seu património líquido de -17,5% para os 23,5 milhões de euros e a quota de mercado portuguesa seguiu no mesmo sentido, tendo passado de 0,4% para 0,1%.

2020-07-13_11_52_44-EFAMA_Factbook_2020

(Clique na imagem para ampliar)

Manutenção na liderança

Em ambos os anos apresentados, a maior porção de quota de mercado foi detida pelo mesmo grupo de cinco países: Luxemburgo, Irlanda, Alemanha, França e Reino Unido. Entre si, este grupo reunia 78% dos ativos dos fundos de investimento europeus em 2019, um valor próximo dos 77% de 2009.

As quotas de mercado do Luxemburgo, Alemanha e Reino Unido mantiveram-se geralmente estáveis comparadas com 2009. Já o caso francês caiu de 20% em 2009 para 11% em 2019. Também no mesmo período, a quota de mercado da Irlanda aumentou de 10% para 17%.

Recentemente a FundsPeople apresentou-lhe uma imagem mais ampla da evolução a dois anos do mercado português de fundos de investimento nacionais e estrangeiros, em que denotava um crescimento de 12,5% na procura por estes instrumentos em Portugal.

 

Notícias relacionadas

O Mais Lido