As subscrições de Fundos UCITS nacionais... no panorama Europeu


Dados trimestrais da EFAMA agora publicados pela APFIPP, com referência a final de 2017, mostram que o ano passado foi positivo para a indústria no que toca aos fluxos de entrada em fundos UCITS na Europa. O montante de subscrições líquidas acumulado pelos produtos de países da Zona Euro e da União Europeia chegou aos 738,1 mil milhões de euros no acumulado do ano, com uma ajuda dos 169,6 mil milhões de euros de entradas líquidas protagonizado no quarto trimestre de 2017.

Portugal, em comparação com outros pares europeus, continua a ter valores tímidos no que toca ao valor sob gestão em fundos harmonizados, mas a evolução desse montante tem sido constante... e positiva.

Fundos de ações com subscrições diminutas

Os dados da EFAMA indicam que no quarto trimestre de 2017, os fundos UCITS portugueses receberam 331,1 milhões de euros de entradas líquidas; o maior contributo para este valor foi dado pelos fundos de obrigações e pelos fundos multiativos. Em cada um destes segmentos entraram 192,8 e 178,5 milhões de euros, respetivamente no período.

Contrariamente ao que acontece por exemplo com a vizinha Espanha, cujos fluxos mais elevados foram registados na categoria de ações (4.896 milhões de euros), o nosso país não foi além dos 26,3 milhões de euros de entradas líquidas nos produtos harmonizados de ações. No que toca aos fundos de mercado monetário, o cenário foi mesmo de resgates: no quarto trimestre de 2017, os investidores protagonizaram reembolsos de quase 9 milhões de euros nestes produtos.

No acumulado de 2017, o total de fundos UCITS nacionais alcançou subscrições líquidas positivas de 1.344 milhões de euros, e também a este nível são os fundos multiativos e os fundos de obrigações os grandes “contributos” para tais valores. No ano de 2017 entraram 495 milhões de euros em fundos harmonizados de obrigações e 402,6 milhões em fundos multiativos. A categoria ‘outros fundos’ é também ela expressiva no que toca aos inflows, já que estes fundos chegaram ao final de 2017 a recolher 460,5 milhões de euros de entradas líquidas.

Subscrições líquidas fundos UCITS na Europa

Dados Efama UCITS 2017

Fonte: EFAMA
 

Notícias relacionadas

O Mais Lido