Tags: Gestores | Negócio |

As casas gestoras que mais captaram em maio


No final do mês de maio, verificou-se um saldo negativo entre entradas e saídas no universo de gestoras de fundos mobiliários. “Observou-se um volume de subscrições de 334,3 milhões de euros, enquanto que o valor dos resgates foi de 411,4 milhões de euros. Verificou-se, assim, um saldo negativo entre entradas e saídas no montante de 77,1 milhões de euros”, revela o relatório mais recente da APFIPP.

Captações

Das gestoras associadas da APFIPP foi a Bankinter Gestão de Ativos a que registou o maior saldo de subscrições líquidas, no caso de 2,02 milhões de euros. Esta gestora finalizou o mês de maio com ativos sob gestão de 114 milhões de euros, conferindo-lhe assim, uma quota de mercado de 0,9%.

O segundo lugar do pódio pertence à GNB Gestão de Ativos, com 1,79 milhões de euros de entradas líquidas. A gestora foi, portanto, uma das que conseguiu melhor saldo em maio, terminando o mês com um volume de ativos sob gestão de 356,2 milhões de euros, sendo-lhe atribuída uma quota de mercado de 2,9%.

Para terminar, no último lugar das três primeiras casas gestoras que mais subscrições líquidas conseguiram no mês de maio, encontra-se a Santander Asset Management que apresenta um saldo líquido de 1,58 milhões de euros. A gestora geria, no final do mês de maio, um total de 2.015 milhões de euros, com uma quota de mercado de 0,3%.

Captura_de_ecra__2018-06-19__a_s_12

Fonte: APFIPP, maio de 2018

Empresas

Notícias relacionadas

Anterior 1 2 Siguiente