Tags: Negócio |

As gestoras com a gama de fundos mais consolidada


A Vanguard, Fidelity e Henderson são as gestoras que dispõe das gamas de fundos mais sólidas da Europa. Assim se pode ler num estudo realizado pela Morningstar, baseado no cálculo do número médio de estrelas de todos os produtos comercializados por cada entidade, que contam com o rating que atribui a empresa de análise. A Vanguard é a empresa que aparece no topo. A classificação média da sua gama é de 3,91 estrelas. Se tivermos em consideração a média ponderada por património, a nota eleva-se para as 4,15 estrelas, consolidando a Vanguard como líder do ranking. Cerca de 81% dos 75.000 milhões de euros em ativos que gere a empresa na Europa está em fundos com quatro ou cinco estrelas Morningstar (não inclui ETFs). Destaca-se especialmente nas suas estratégias de ações (onde obteve uma pontuação média ponderada por ativos de 4,24 estrelas) e mistos (com uma nota de 4,89). Somente perde nas obrigações, onde apresenta uma classificação média de 3,74 estrelas e é superada por oito entidades.

A Fidelity ocupa a segunda posição no ranking elaborado pela Morningstar. Em média, a sua gama conta com 3,74 estrelas. A nota média ponderada pelos ativos sobe para as 3,93 estrelas. A gestora obtém muito boa pontuação nas suas estratégias de ações (a classificação média da sua oferta é de 4 estrelas), onde somente é superada pela Vanguard e Schroders (4,03). Também fica muito bem posicionada em fixed income, com uma classificação média de 3,79 estrelas. Neste segmento é superada por seis entidades. Dos 125.700 milhões de ativos que tem em fundos com rating Morningstar , 74% estão em produtos com quatro e cinco estrelas. A Henderson, por seu lado, é a terceira gestora com melhor nota global (3,61 estrelas). Obtém uma pontuação média ponderada por ativos muito semelhante em ações (3,88 estrelas) e obrigações (3,91) e, dos 41.000 milhões de euros que tem em fundos com rating Morningstar, 71% estão em produtos com quatro e cinco estrelas.

A BlackRock é a gestora que tem na Europa um maior património em fundos que têm alguma estrela (226.500 milhões de euros). Segue-se a UBS AM (154.400 milhões de euros), Deutsche AM (127.400 milhões de euros), Fidelity (125.700 milhões de euros), Nordea (125.400 milhões de euros), Schroders (112.700 milhões de euros) e J.P.Morgan AM (104.000). No que se refere às gestoras com mais volume de ativos em fundos com quatro e cinco estrelas, a Carmignac e a PIMCO lideram o ranking juntamente com a Vanguard. Cerca de 77% do património gerido na Europa pela empresa francesa está nestes produtos, enquanto que no caso da PIMCO a percentagem é de 76%. Cabe recordar que o rating Morningstar é uma classificação quantitativa. Baseia-se em cálculos de rentabilidade e risco passados. 10% dos melhores fundos recebem cinco estrelas, os 22,5% seguintes recebem quatro, os 35% centrais, três estrelas, os 22,5% seguintes, duas estrelas e os restantes 10%, uma estrela. A empresa não calcula um rating para cada fundo, mas para cada uma das classes do fundo que reúna os critérios (ler mais).

Captura_de_ecra__2016-10-19__a_s_16

Empresas

Notícias relacionadas