Tags: Negócio |

As categorias mais rentáveis nos últimos doze meses


Nos últimos doze meses os mercados financeiros sofreram momentos conturbados, com destaque para a enorme volatilidade no início do ano ou, mais recentemente, com o resultado do referendo realizado no Reino Unido.

A Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios – APFIPP – divide o mercado nacional de fundos de investimento mobiliários em cerca de três dezenas de categorias e nos doze meses anteriores a 29 de julho, cerca de uma dezena registou uma rendibilidade média positiva. Desses, o grande destaque vai para o segmento que junta os Fundos de Investimento Alternativo de Acções que contempla apenas um produto, com uma rendibilidade de 16,68%. Trata-se do BPI Brasil Valor, da BPI Gestão de Activos, que é o melhor produto do mercado nacional nos últimos doze meses.

Restantes longe da frente

As restantes categorias ficam mais longe da liderança, com o segmento “Outros Fundos” a surgir logo de seguida com uma rendibilidade média de 6,42%. Nesta categoria podemos encontrar dois fundos que são geridos, também, pela BPI Gestão de Activos: o BPI Reestruturações e ainda o BPI Obrigações Alto Risco Alto Rendimento.

Na casa dos 2% surgem mais três categorias. Com 2,61% vem o segmento que engloba os Fundos de Investimento Alternativo de Obrigações, sendo seguido dos Fundos de Obrigações Internacional com ganhos médios de 2,27%. O outro segmento em destaque junta os Fundos Estruturados e regista uma rendibilidade média, nos últimos doze meses, de 2,06%.

Categorias com rendibilidades médias positivas nos últimos doze meses

Categoria de Fundos Nº Fundos Rendibilidade média nos últimos 12 meses
 Fundos de Investimento Alternativo de Acções 1 16,68%
 Outros Fundos 2 6,42%
 Fundos de Investimento Alternativo de Obrigações 2 2,61%
 Fundos de Obrigações Internacional 3 2,27%
 Fundos Estruturados 2 2,06%
 Fundos de Obrigações de Taxa Indexada Euro 9 0,91%
 Fundos de Obrigações Euro 11 0,82%
 Fundos do Mercado Monetário Euro 3 0,14%
 Fundos de Investimento Alternativo Monetário 1 0,11%
 Fundos de Investimento Alternativo de Curto Prazo 2 0,10%
 Fundos de Investimento Alternativo Monetário Curto Prazo 2 0,02%

Fonte: APFIPP a 29 de julho.

Empresas

O Mais Lido