Tags: Monetário |

“As árvores morrem de pé”, para ver no Teatro Politeama


Filipe La Féria apresenta uma nova versão da popular peça do comediógrafo espanhol Alejandro Casona que, na sua montagem no Teatro Avenida, fez história com Palmira Bastos a protagonizar. Nesta nova produção, Eunice Muñoz e Manuela Maria revezam-se no papel principal.

Tudo começa numa organização que pretende tornar as pessoas mais felizes com poesia e criatividade. Um velho senhor chega um dia ao escritório dessa estranha organização com um pedido surpreendente: o seu neto tornou-se um perigoso delinquente, mas ele quer esconder a verdade à sua mulher.

Ao longo de vários anos enganou-a escrevendo-lhe cartas fictícias, supostamente do neto, criando a imagem de um famoso arquitecto que vivia no estrangeiro.

Um dia o verdadeiro neto envia um telegrama anunciando a sua chegada. Porém, o navio em que viajava sofre um naufrágio e todos os passageiros morrem. O velho senhor propõe então à organização que coloque em sua casa um casal fingindo ser o neto e a sua mulher para tornar real a ilusão da avó.

Texto mítico do reportório do Séc XX, "As Árvores Morrem de Pé" experimenta e contraria os padrões clássicos do Teatro, criando fissuras nas personagens, desagregando-as da sua identidade, confrontando-as com o conceito da verdade e dos seus espelhos no poder recriador da ilusão.

De quinta a sábado às 21h30, e de sábado a domingo às 17h.

Notícias relacionadas