As 10 gestoras com melhor imagem de marca na Península Ibérica em 2020


Como todos os anos, a Broadridge Financial Solutions realizou um inquérito entre selecionadores ibéricos sobre a percepção que têm das distintas gestoras de fundos de investimento, com o objetivo de determinar quais são as entidades com a melhor imagem de marca. Os resultados do seu estudo são mostrados num relatório, o Broadridge’s Fund Brand 50, nesta que é a sua nona edição e cujas principais conclusões lhe vamos mostrar.

A mais importante é que a BlackRock, a J.P.Morgan AM e a Fidelity International continuam a ser as gestoras com melhor imagem de marca na Península Ibérica. Desde 2016 que nenhuma gestora as consegue tirar do pódio. As entidades que comandam na Península Ibérica Aitor Jauregui, Javier Dorado e Sebastián Velasco posicionam-se em primeiro, segundo e terceiro lugar do ranking, respetivamente, o que as tornas nas empresas de referência no mercado ibérico, segundo o estudo realizado pela Broadridge Financial Solutions.

As mudanças mais relevantes aconteceram mais abaixo. Em primeiro lugar, é de destacar como a Robeco e a Pictet AM continuam a melhorar a imagem que os seus clientes ibéricos têm delas. Tanto a gestora que na Península Ibérica é gerida por Ana Claver como a gerida por Gonzalo Rengifo avançam um lugar na classificação e situam-se no quarto e quinto lugar, respetivamente. Sobem graças à Carmignac, cuja perceção caiu fortemente ao ponto de ficar fora do top 10, tendo de se conformar com a décima primeira posição.

Também é muito significativo o avanço da Amundi. A gestora francesa escala cinco lugares face ao ano passado e agora situa-se na sexta posição do ranking. O posicionamento que tem na Península Ibérica a entidade dirigida por Marta Marín é a melhor do que desfruta a nível europeu, onde ocupa o sétimo lugar.

A M&G Investments também consegue algo importante na Península Ibérica: manter o seu posicionamento, algo que não conseguiu a nível europeu. Este ano a empresa britânica é sétima no ranking ibérico, o mesmo lugar que ocupou no ano passado, apesar de a nível europeu estar quatro lugares abaixo, em nono lugar. Após a empresa dirigida por Alícia García situa-se a Morgan Stanley IM, que experimenta uma fortíssima subida na perceção que os selecionadores ibéricos têm da casa americana. A gestora dirigida na Península Ibérica por Miguel Villalba melhora este ano sete posições e agora é oitava.

Completam o top 10 a Nordea AM e a PIMCO, em novo e décimo, respetivamente. As tendências que experimentaram este ano ambas as entidades face a 2019 são diferentes. Enquanto a entidade que na Península Ibérica é dirigida por Laura Donzella consegue recuperar o que tinha perdido em edições anteriores do inquérito e escala cinco lugares, a PIMCO retrocede duas posições ao passar de oitavo para décimo lugar.

Ranking Gestora Variação face ao ano anterior
1. BlackRock =
2. J.P.Morgan AM =
3. Fidelity International =
4. Robeco +1
5. Pictet AM +1
6. Amundi +5
7. M&G Investments =
8. Morgan Stanley IM +7
9. Nordea AM +5
10. PIMCO -2

Fonte: Broadridge.

Profissionais
Empresas

Notícias relacionadas

Próximos eventos