Tags: Pensões |

Aplicação dos fundos de pensões em fundos de investimento decresce no último trimestre


Os fundos de pensões (fundos poupança reforma, fundos poupança educação e fundos planos poupança reforma/educação) apresentam, a 30 de Junho, uma alocação a fundos de investimento de 20,1%. A evolução das aplicações deste tipo de fundos, em fundos de investimento apresenta um decréscimo, passando de 20,8% em Março para 20,1% a 30 de Junho. Apesar do valor global da evolução ser negativo, o investimento em fundos de obrigações e outros fundos teve uma variação trimestral positiva de 1,3% e 6,5%, respectivamente.

No total dos fundos de pensões abertos e fechados, as aplicações em fundos de investimento tiveram igualmente uma descida, passando de 32% em 30 de Março para 27,4% em 30 de Junho, de acordo com os dados da APFIPP. Globalmente, a taxa de crescimento trimestral não foi positiva em nenhuma das classes de activos.

Em termos de sociedades gestoras de fundos de pensões e composição total das carteiras, são os fundos de investimento imobiliário que apresentam maior peso na carteira (11,2% da percentagem total, 27,4%, representada por todos os fundos de investimento). A ESAF Fundos de Pensões é a sociedade gestora que mais aposta neste tipo de fundos de investimento para as carteiras dos fundos de pensões. 

Empresas