Tags: Ações |

Apenas dois fundos de ações registaram subscrições líquidas acima do um milhão de euros em julho


O mês de julho parece não ter sido simpático para os fundos de investimento nacionais, que terminaram o sétimo mês do ano com um saldo entre subscrições e resgates negativo superior a 290 milhões de euros. Ainda assim, parecem ter existido determinados produtos que “escaparam” a esta tendência e acabaram por registar um saldo de subscrições líquidas positivo.

Olhemos, assim, para a categoria de fundos de ações. Que produtos se terão destacado? Nesta categoria, a primeira conclusão a que chegamos é que o número de produtos que terminaram o mês com um saldo positivo é de 11, sendo que apenas dois destes fundos obtiveram um saldo superior a um milhão de euros no período em questão.

Falamos de dois fundos com universos de investimento distintos – o primeiro investe em ações globais e o segundo em ações europeias. Com um saldo de subscrições e resgates de cerca de 6,84 milhões de euros surge, assim, o Caixagest Ações Líderes Globais, um produto classificado com o selo Blockbuster Funds People. O Santander Acções Europa é o fundo seguinte, cujo saldo de subscrições líquidas se fixou nos 1,43 milhões de euros.

Seguem-se dois fundos de ações americanas – o Caixagest Acções EUA (que ostenta o selo Blockbuster Funds People) e o Santander Acções America – e um fundo que investe em ações globais, o NB Momentum. O fundo da responsabilidade da Caixagest obteve um saldo de subscrições líquidas superior a 397 mil euros, enquanto que o da GNB Gestão de Ativos captou cerca de 281 mil euros e o da Santander Asset Management mais de 230 mil euros.

Fundos de ações com captações líquidas positivas no mês de julho

Captura_de_ecra__2018-08-29__a_s_15

Fonte: Morningstar Direct, julho de 2018

Empresas

Notícias relacionadas

Anterior 1 2 Siguiente

Próximos eventos