Tags: Negócio |

Ao oitavo mês do ano, o verde (finalmente) apareceu


É caso para dizer, finalmente! O mês de agosto inverteu a tendência do que vinha a acontecer desde do início do ano, e as captações líquidas do mercado nacional de fundos mobiliários conseguiram apresentar saldo positivo. Segundo o “Relatório Estatístico Mensal dos FIM”, publicado pela Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios – APFIPP – referente ao mês de agosto, os fundos mobiliários geridos por entidades nacionais tiveram um saldo positivo de 14,5 milhões de euros, sendo o primeiro mês deste ano onde o balanço entre subscrições e resgates foi positivo.

Desta forma, o mês de agosto apenas encolheu, de forma residual, o saldo negativo de 2016. De acordo com a Associação, o saldo nos primeiros oito meses do ano é negativo na ordem dos 1.118 milhões de euros.

Que entidade se destacaram em agosto?

Mesmo com o saldo entre subscrições e resgates a ser positivo no mês passado, apenas uma mão cheia de entidades registaram captações líquidas positivas. Dessas, apenas duas ultrapassaram a barreira dos cinco milhões de euros. Com quase 26 milhões de euros aparece a BPI Gestão de Activos, sendo seguida da Crédito Agrícola Gest com pouco mais de 20 milhões de euros.

Das restantes entidades com saldo positivo, aquela que mais sobressaiu foi a Optimize Investment Partners com um saldo superior a 2 milhões de euros, ficando à frente da Invest Gestão de Activos e ainda da Popular Gestão de Activos, com 503 mil e 423 mil euros, respetivamente.

Entidades com captações liquidas positivas em agosto

Captacoes_Liquidas_Agosto_16

Fonte: APFIPP no final de agosto

Empresas