Análise FundsPeople 2020: Saúde e biotecnologia


Se as ações vinculadas ao setor da saúde são caracterizadas por alguma coisa é por historicamente apresentaram-se como um componente defensivo nas carteiras, que serve aos gestores de fundos de ações para minimizar as perdas quando o mercado de ações entra no vermelho. A crise desencadeada pela pandemia do COVID-19 não foi uma exceção, especialmente considerando que esta crise, diferentemente de outras no passado, foi causada por um evento precisamente relacionado com a saúde. No meio a um turbilhão de expectativas de resultados cortadas neste turbulento 2020, algumas empresas do setor de saúde conseguiram manter as suas intactas.

"As empresas de biotecnologia e farmacêutica têm se saído bem até agora e estão a mostrar-se mais resistentes do que outros setores. Bons indicadores dessa situação são os sólidos resultados que vimos na temporada do primeiro trimestre (quase todas as empresas farmacêuticas superaram as expectativas e reiteraram as suas previsões para o ano inteiro). Uma situação que difere da de muitas outras indústrias. As pessoas continuarão a precisar de medicamentos e há muitas doenças com consequências piores que a infeção pelo COVID-19 ”, diz Laura Nelson Carney, analista de ações do Capital Group.

Conforme apontado pela Schroders, a 30 de junho, a saúde era um dos três setores que registavam retornos positivos no ano (+ 1,3% em comparação com -5,8% no índice MSCI World). A boa situação que o setor está a enfrentar em termos gerais levou uma grande parte dos gestores de fundos a sobreponderar o setor nas suas carteiras. Isso pode ser observado nos dados do inquérito a gestores de maio publicado pela BofA Securities, onde o setor de saúde é o que mais pesa nas carteiras, à frente mesmo da liquidez.

A questão é se essas boas expectativas para o setor de saúde continuarão quando a pandemia se estabilizar, e neste ponto os gestores são claros: os drivers de crescimento do setor não dependem do COVID-19, mas de outros fatores de longo prazo que não desaparecerão com o fim da crise do coronavírus. “Os dois fatores que influenciam o setor a longo prazo são o envelhecimento demográfico e a inovação. Esta combinação de uma população envelhecida e um aumento nos gastos com saúde terá um poderoso impacto na proporção do PIB mundial alocado a assistência à saúde e, portanto, no crescimento do setor na perspetiva do investimento", afirma a equipa de gestão do BlackRock Global Funds World Healthscience Fund. De facto, como lembra Keith Wade, economista da Schroders, "os gastos com saúde já representam quase um quinto dos gastos públicos na OCDE como um todo". A esses dois elementos deve ser adicionado o papel da tecnologia. "Existe um fluxo constante de tecnologias inovadoras e disruptivas, tanto em medicamentos como em tecnologia / dados, que estão a fornecer novas abordagens para o tratamento de doenças", diz John Bowler, gestor da Schroders.

Detalhamos seis fundos com Selo FundsPeople em algum dos três países (Portugal, Espanha e Itália), que investem em ações relacionadas ao setor de saúde e biotecnologia:

AB - International Health Care Portfolio: Contornar o risco cíclico

Um dos objetivos deste fundo é tentar limitar o efeito do ciclo do mercado na composição da sua carteira ... (Continue a ler).

BlackRock GF World Healthscience Fund: diversificação como leitmotiv do portefólio

Se fosse necessário definir este fundo numa palavra, uma das opções seria a  diversificação, como explicam da entidade gestora ... (Continue a ler).

Candriam Equities Biotechnology: quando o gestor se torna médico

A estratégia seguida por este fundo que tem mais de 20 anos de existência é selecionar empresas para inovar no desenvolvimento de novos medicamentos ... (Continue a ler).

Fidelity Funds Global Health Care Fund: envelhecimento como um motor de crescimento

O objetivo é investir em empresas de qualidade no setor da saúde, com o objetivo de oferecer retornos ajustados ao risco mais elevados, com base em ... (Continue a ler).

Polar Capital Biotechnology Fund: a chave para o sucesso, foco nas pessoas por trás de cada inovação

Este fundo investe no setor de biotecnologia, um dos ramos do setor de saúde que talvez tenha demonstrado um comportamento ... (Continue a ler).

Variopartner MIV Global Medtech: a combinação perfeita entre tecnologia e saúde

Invista num subsetor muito específico do amplo universo de investimentos do setor da saúde: o da tecnologia médica ... (Continue a ler).

 

Fundo Selo FundsPeople 2020 Portugal Categoria Morningstar Entidade gestora
AB - International Health Care Portfolio   EAA Fund Sector Equity Healthcare AllianceBernstein
BlackRock GF World Healthscience Fund B EAA Fund Sector Equity Healthcare BlackRock
Candriam Equities L Biotechnology B EAA Fund Sector Equity Biotechnology Candriam
Fidelity Funds - Global Health Care Fund   EAA Fund Sector Equity Healthcare Fidelity
Polar Capital Funds Biotechnology Fund   EAA Fund Sector Equity Biotechnology Polar Capital
Variopartner SICAV - MIV Global Medtech Fund   EAA Fund Sector Equity Healthcare Vontobel
Profissionais
Empresas

Notícias relacionadas

Anterior 1 2 Siguiente

O Mais Lido