Tags: Ações |

Amundi Funds Absolute Volatility Euro Equities - exposição a pura volatilidade


A entidade gestora Amundi disponibilizou a seguinte informação sobre o fundo Amundi Funds Absolute Volatility Euro Equities, classificado com o selo Blockbuster pela Funds People, gerido por Gilbert Keskin:

Absolute Volatility Euro Equities

Breve descrição do fundo

A estratégia tem como objetivo oferecer exposição pura a volatilidade implícita de 1 ano de mercados acionistas europeus. A abordagem é uma de gestão ativa em torno da natureza da volatilidade de reversão para a média, ex. comprar volatilidade quando está em baixo, uma vez que nalgum momento irá aumentar e vendê-la (curta) quando está alta, uma vez que eventualmente irá voltar a diminuir.

A longo prazo, a componente de gestão ativa (tomada de lucros, construção de carteiras, custos) é essencial para gerar um desempenho positivo. Essencialmente, o processo não é binário, uma vez que a exposição à volatilidade (“Vega”) é ajustada gradualmente, a fim de tirar partido de pequenas oscilações da volatilidade. De facto, quando a própria medida de volatilidade está volátil, temos como objetivo realizar mais-valias parciais o máximo possível para fazer um 'lock-in' a performance.

Enquanto a volatilidade de ações é negativamente correlacionada com mercados acionistas, a nossa estratégia direcional de volatilidade, que tem uma tendência longa, oferece uma correlação negativa ou baixa com todas as classes de ativos tradicionais. A estratégia é, assim, usada normalmente como uma ferramenta de diversificação para melhorar o perfil de risco/retorno de uma carteira e/ou para gerar retornos absolutos num contexto favorável de volatilidade.

 

Principais diferenças com produtos no mercado

Existem estratégias de volatilidade diferentes no mercado:

-  Sistemáticas a longo-prazo (ex. VIX ETPs a longo-prazo)

-  Sistemáticas a curto-prazo (ex. VIX ETPs a curto-prazo, ou Variance Swaps a curto-prazo)

- Estratégia de volatilidade flexível direcional (ex. a nossa estratégia direcional: Amundi Funds Absolute Volatility Euro Equities ou Volatility World Equities)

- Arbitragem de Volatilidade, envolvendo em particular o carry e estratégias de valoor relativas (Ex. a nossa estratégia de arbitragem)

 

Cada estratégia tem um fim/comportamento diferente e oferece mais ou menos diversificação. Irá depender das necessidades do investidor. A nossa estratégia direcional oferece a oportunidade de tirar partido da turbulência de mercado e pode ser usada como uma ferramenta de diversificação. Mas trata-se mais de um investimento para médio e longo-prazo, enquanto as estratégias sistemáticas de longo-prazo são mais para investidores táticos, participando em eventos de curto-prazo. As estratégias sistemáticas de curto-prazo oferecem uma forma de capturar o prémio de volatilidade mas estão positivamente correlacionadas com classes de ativos arriscadas. Estas estratégias irão sofrer em períodos de stress do mercado acionista.

Existem muito poucas estratégias de volatilidade flexível direcional no mercado. A nossa tem certamente o track record mais longo (mais de 12 anos para a estratégia, mais de 11 anos para o AF abs Vol Euro Eq). Uma vez que a nossa estratégia tem uma tendência de volatilidade longa, é comparada por vezes aos ETPs de volatilidade sistemáticos de longo-prazo. A maior diferença é que estes ETPs têm uma exposição fixa de volatilidade. Nunca tomam lucros e não têm nenhuma abordagem de gestão ativa. A longo-prazo, os seus NAV tendem para zero, uma vez que sofrem de altos custos de replicação ligados à forma contango da curva de futuros. O nosso processo tem uma abordagem de gestão ativa, onde a exposição de volatilidade muda de acordo com oscilações de volatilidade, permitindo ter lucros. Além disso, investimos em volatilidade com maturidades mais longas (volatilidade implícita em média de 1 ano), que é menos reativa em períodos de stress de mercado, mas onde os custos são gerenciáveis, normalmente, e podem ser compensados pela nossa gestão ativa.

 

Objetivo de investimento (retorno e volatilidade esperados)

O objetivo de investimento é ultrapassar (após taxas aplicáveis) o índice (composto diariamente) EONIA +3% por ano mais de qualquer período de 3 anos, enquanto oferece uma exposição de risco controlada.

O risco da carteira é controlado utilizando uma abordagem Value at Risk, com um máximo prévio anual VaR de 35% e um intervalo de confiança de 95%. O VaR é um limite de risco mas normalmente não afeta a gestão diária do fundo. O VaR é mais relevante quando o fundo é de volatilidade curta, o que é raro devido à nossa tendência longa. A volatilidade anual desde o início do fundo encontra-se nos 7,1%.

 

Restrições de investimento:

Para oferecer exposição à volatilidade, investimentos em opções que aparecem no Euro Stoxx 50. Os futuros são usados para cobrir os riscos subjacentes de ações e taxas para extrair a componente da volatilidade. Estes instrumentos (opções apresentadas e futuros) asseguram uma elevada liquidez diariamente e permite evitar o risco de contraparte. O dinheiro em excesso é investido em instrumentos de mercado monetário de curto-prazo (UCITS V regras de diversificação são aplicadas 5-10-20- 40%).

O processo de investimento é baseado numa grelha de investimento (ver abaixo) que indica um nível de exposição esperado, como uma função do nível de volatilidade predominante. Além disso, os gestores do fundo têm alguma margem, o que lhes permite expressar as suas perspetivas e gerir ativamente a exposição à volatilidade (+/- Vega versus a grelha esperada). Eles irão usar este critério baseado na sua avaliação do mercado, tendo em conta uma combinação de indicadores quantitativos e discricionários (ex. contexto macro, posicionamento e ações do banco central, sentimento do investidor, fluxo de fundos, possíveis fatores de risco, termo de volatilidade de estrutura e inclinação, custo de carry e custo de roll).

 

1

 

Benchmark e tracking error

O Amundi Funds Absolute Volatility Euro Equities é um fundo de retorno absoluto, por isso, não existe benchmark. O fundo é controlado usando a abordagem Value at Risk, com um máximo prévio anual VaR de 35% e um intervalo de confiança de 95%.

 

Número de títulos e rotatividade

O número aproximado de posições para replicar volatilidade implícita de 1 ano é entre 40 e 60 opções e futuros listados. O dinheiro em excesso não usado para replicação de volatilidade é investido em títulos de mercado monetário de curto-prazo e varia geralmente entre 10 e 20 posições. No total, incluindo OIS swaps, o portfolio pode ter aproximadamente entre 50 e 80 títulos.

Para a parte do portfolio investido em instrumentos de mercado monetário, a rotatividade é de cerca de 200% (instrumentos com uma maturidade média de 6 meses, implicando uma rotatividade de 200%). Em relação às nossas posições para replicar volatilidade, a noção de rotatividade é de menor importância. Para replicar em média uma volatilidade implícita de 1 ano, a equipa de investimento usa principalmente opções com maturidades de 9 a 15 meses, embora possa usar maturidades de até 2 anos. Sendo assim, as opções são rodadas regularmente a fim de manter uma exposição de uma maturidade média de um ano. Prevemos que aproximadamente um terço da carteira seja rodada a cada dois meses.

 

Política de risco

O fundo é controlado ao usar a abordagem Value at Risk, com um máximo prévio anual VaR de 35% e um intervalo de confiança de 95%.

Um dos principais riscos para a estratégia direcional é um grande pico de volatilidade durante um período de stress de mercado, quando o fundo começa a ser posicionado curto. É por isto que a grelha de investimento não é simétrica ex. o Vega pode variar entre +3 no lado longo e -1 no lado curto, com uma margem de +1/- ponto Vega.

Os ativos que não são investidos para implementar a exposição de volatilidade são investidos em instrumentos de mercado monetário. Estes estão sujeitos à mesma política de risco restrita da mesma forma que os nossos fundos internos de mercado monetário. Investimentos diretos ex. certificados de depósitos, papel comercial, obrigações governamentais… são só em elevada qualidade Investment Grade. As contrapartes usadas só podem ser aquelas autorizadas pelo departamento de Risco da Amundi, que monitoriza a exposição da contraparte da Amundi a nível global.

 

Política de Liquidez

Não existem riscos específicos de liquidez neste fundo devido a uma elevada liquidez dos mercados subjacentes:

- A liquidez das opções do índice aumenta em períodos de stress de mercado, uma vez que os investidores estão à procura de proteção (onde muitas classes de ativos sofrem de liquidez em períodos de stress)

- A nossa estratégia de volatilidade direcional tem uma abordagem contrária: vendemos volatilidade quando aumenta (devido ao stress de mercado), ex. quando aumenta a procura por opções.

Ainda assim, a liquidez das opções no mercado é monitorizada regularmente.

Em relação à gestão de dinheiro, só utilizamos instrumentos líquidos e apenas as contrapartes autorizadas pelo departamento de Risco da Amundi podem ser usadas.

 

Cobertura cambial

Dentro da estratégia, não existe exposição cambial, uma vez que todos os instrumentos são denominados em euros.

 

Uso de derivados

Os derivados são essenciais para a estratégia de investimento do fundo. Os derivados listados (principalmente no Euro Stoxx 50) são usados para replicar a exposição de volatilidade do índice.

O nível líquido de alavancagem prevê-se que esteja à volta de 950%, embora – como explicado no prospeto – sob certas circunstâncias, a alavancagem líquida possa exceder esta percentagem. Este alto nível de alavancagem esperada é principalmente a consequência de opções e futuros em índices acionistas. Pode variar significativamente, dependendo dos regimes de volatilidade do mercado que o fundo investe. O objetivo do fundo é estar exposto à volatilidade do mercado acionista enquanto cobre riscos de taxas de ações e juros. Assim, o fundo será composto por posições de opção curtas e longas com os mesmos strikes e maturidades subjacentes mas diferentes bem como taxas de juros e futuros do índice de ações, a fim de extrair a componente de volatilidade.

Conforme o prospeto, o nível de liquidez de alavancagem esperado (abordagem de compromisso) é de 100%.

Empresas

Notícias relacionadas

Anterior 1 2 Siguiente

O Mais Lido