Tags: Negócio | Europa |

Allfunds revalida a sua liderança como maior plataforma europeia num momento de aposta no serviço e na tecnologia


Desde que em 2015 alcançou o primeiro posto como a plataforma com maior volume intermediado da Europa, com 147.000 milhões de euros, segundo o ranking anual da empresa especializada em análise de plataformas Platforum, a Allfunds tem vindo a aumentar a distância dos seus concorrentes e a consolidar-se como a maior rede de distribuição de fundos na Europa, servindo mais de 530 instituições em 38 países distintos.

Se no ano passado repetiu a liderança com 215.000 milhões intermediados, no ranking agora conhecido volta a ser pelo terceiro ano consecutivo a líder das plataformas de fundos europeias, com mais de 250.000 milhões de euros intermediados no final de 2016. Desta forma, em apenas dois anos aumentou mais de 100.000 milhões o volume intermediado em fundos de investimento.

Um salto que se dá num ano de abrandamento do crescimento na indústria de fundos, um exercício em que as entradas líquidas na Europa, excluindo monetários, foram de apenas 97.000 milhões de euros, menos de um terço do record de 377.000 milhões de 2015, segundo dados da empresa Broadridge.

Aposta no serviço

Este forte crescimento da Allfunds acontece em anos em que a entidade tem realizado uma forte aposta no serviço e na tecnologia, o que foi destacado pela Platforum. Assim, o relatório anual da consultora mostra que a Allfunds é líder nos pontos chave do estudo. Assim, a plataforma é considerada a melhor plataforma em serviços MiFID II, em potencial de distribuição e eficiência na inclusão de novos fundos na plataforma.

Em relação aos serviços prestados no âmbito de MiFID II e perante a iminente chegada deste novo quadro que vai ter repercussões no sector, a Allfunds está a trabalhar de forma ativa definindo serviços à medida que asseguram que o processo de distribuição se adapta totalmente às novas regras de distribuição; uma tarefa complicada, em tempos em que há cada vez mais redução de margens para o distribuidor e, por outro lado, as suas necessidades crescem. A aposta pela externalização em provedores especializados e com economia de escala passa a ser um caminho mais do que evidente nos tempos que correm.

Os analistas da Platforum também destacam que o processo de integrar novos fundos nas plataformas pode ser dispendioso, “requerendo recursos significativos para fazer frente à burocracia que implica”. Neste sentido, destaca que a Allfunds é a plataforma “mais eficiente” na hora de integrar novas gestoras na plataforma.

Por último, os analistas da Platforum destacam que devido ao seu tamanho e escalabilidade, com 540 entidades distribuidoras em 38 países, a Allfunds oferece o maior potencial de distribuição para uma gestora.

Para Juan Alcaraz, CEO da Allfunds, “o modelo de arquitetura aberta, que permite oferecer aos clientes a escolha de uma ampla gama de fundos, está a tornar-se cada vez mais atrativa para muitas entidades de gestão de patrimónios por toda a Europa. Com a MiFID II cada vez mais próxima, a importância de desenvolver uma proposta de valor que apoie tanto os gestores de património como de ativos converte-se numa parte cada vez mais importante do serviço que oferecemos”.

Nova etapa

Agora a Allfunds inicia uma nova etapa, marcada por crescimento, expansão internacional e a continua inovação tecnológica. Faz agora um mês que Hellman & Friedman, um fundo de capital de risco líder em investimentos no sector financeiro, e o GIC, o fundo soberano de Singapura e um dos maiores do mundo, fecharam a compra da Allfunds à Santander AM e à Eurizon Capital por 1.800 milhões de euros. Para a Platforum, será interessante ver como os novos proprietários planificam a seguinte fase de crescimento num ambiente de consolidação entre plataformas, especialmente no Reino Unido, França e Alemanha, e de regulação potencialmente disruptiva. A consultora também espera ver a plataforma acelerar os seus planos de juntar ETFs e outros ativos negociados à sua oferta.

As dez maiores plataformas de fundos de investimento da Europa, segundo a Platforum

*Dados estimados pela Platforum

plataforma

Empresas

Notícias relacionadas

Anterior 1 2 Siguiente

O Mais Lido