Tags: Legal | Europa |

ALFI preocupada com a nova proposta de regulação dos fundos do mercado monetário


A Associação da indústria de fundos do Luxemburgo (ALFI) emitiu um comunicado sobre a proposta de regulação dos fundos de mercado monetário apresentada pela Comissão Europeia no passado dia 4 de Setembro. Nessa nota de imprensa a associação mostra sua preocupação sobre o novo projeto. "Estamos preocupados com o impacto desta legislação", diz Marc Saluzzi, presidente do ALFI. "Os fundos do mercado monetário, que representam 15% da indústria de fundos de investimento europeus, são uma importante fonte de financiamento de curto prazo para a economia. As propostas da Comissão, particularmente em relação aos ativos elegíveis e à diversificação, são muito rigorosas e até ultrapassam mesmo os aplicáveis ​​aos OICVM , o que não parece justificado".

A proposta também exige que os fundos com valor liquidativo constante (CNAV) mantenham uma reserva de dinheiro de 3%, o que seria um duro golpe para esta categoria de fundos, que representam 50% dos fundos do mercado monetário.

Na opinião da ALFI, é perigoso alargar as regras sobre as reservas obrigatórias, originalmente concebidas para o sector bancário, a fundos de investimento, um setor por si só já muito regulado. Como explica Saluzzi, "o custo das reservas de capital é muito alto para os fundos CNAV, especialmente no atual ambiente de baixas taxas de juros."Este tipo de reservas obrigatórias seriam particularmente problemáticas para os fundos que são comercializados em todo o mundo, se, por exemplo, a SEC (Securities and Exchange Commission) dos EUA não aplicasse as mesmas regras.

Segundo a ALFI, para os clientes europeus a acessibilidade e o nível de diversificação, liquidez e rentabilidade oferecidos pelos fundos de mercado monetário supõem uma alternativa atrativa para os depósitos de títulos de valor. Os fundos CNAV são interessantes para um grande número de investidores por causa da sua eficiência operacional e da simplicidade do seu tratamento fiscal. "Os fundos do mercado monetário desempenham um papel fundamental nos mercados de financiamento  a curto-prazo e a regulação não deve colocá-los em risco", diz Saluzzi.

Notícias relacionadas

Anterior 1 2 Siguiente