Tags: Alternativos |

AIFMD, FATCA e EMIR não assustam os investidores em imobiliário


Um reflexo do sector imobiliário em Portugal, e da forma como os investidores deste sector se posicionam: é o que se propõe mostrar o Portuguese Real Estate Investment Survey*, realizado pela Deloitte.

A mais recente edição deste questionário refere-se ao último trimestre de 2017 e conclui, entre outras coisas, que os investimentos value added se assumem como “a estratégia de investimento preferencial” dos inquiridos (44%), sendo que estes demonstram estar “mais otimistas quanto à facilidade de captação de fundos para financiar as aquisições”. Os ativos core, por seu turno, perdem a sua representatividade ao nível das estratégias de investimento preferenciais, igualando os opportunistic deals com 25% de preferência cada.

Deloitte_Portuguese Real Estate Investment Survey2017

Fonte: Portuguese Real Estate Investment Survey

Os fundos perdem vantagem quando o questionário se debruça sobre quais serão os principais financiadores do negócio imobiliário. A Banca aparece em destaque, eleita por 50% dos questionados como “a principal financiadora do investimento no próximo ano”. No que toca à origem do financiamento, este será maioritariamente europeu, dizem 69% dos inquiridos.

Captura_de_ecra__2018-03-22__a_s_16Captura_de_ecra__2018-03-22__a_s_16

Fonte: Portuguese Real Estate Investment Survey

O impacto das alterações regulatórias nas organizações também não ficou de fora. AIFMD, FATCA e EMIR são nomes aparentemente pouco “temidos” pelos questionados, já que estes demonstram que as legislações em causa terão um impacto reduzido nas organizações.

Captura_de_ecra__2018-03-22__a_s_16

Fonte: Portuguese Real Estate Investment Survey
*As Sociedades Gestoras de Fundos Imobiliários e as Empresas representam, conjuntamente, 72% dos inquiridos.

Notícias relacionadas