Tags: Negócio |

Agosto com as subscrições líquidas mais elevadas em quase dois anos e meio


Os dados mensais divulgados sexta-feira pela APFIPP mostram que entraram nos fundos 923 milhões de euros em Agosto, enquanto os resgates foram de 806,2 milhões de euros, o que resulta num saldo positivo de 116,8 milhões de euros.

Estes números, que dão sinais de um regresso de investidores a este tipo de produto e um abrandamento no nível de resgates, representam, também, no caso das subscrições líquidas, o montante mais elevado desde Março de 2010, quando foram de 399,9 milhões de euros.

Por categorias de fundos, a que teve maior crescimento em termos de valores absolutos foi a de Fundos Especiais de Investimento (FEI) de Obrigações, com 212 milhões de euros, enquanto em termos percentuais o maior aumento pertenceu à de FEI Mercado Monetário Euro (+25,9%); este é igualmente a categoria com maior volume de activos sob gestão (1,6 mil milhões de euros).

Quanto às sociedades gestoras, a que teve maior crescimento em termos absolutos foi a Caixagest (61,6 milhões de euros) e em termos percentuais a Dunas Capital (38,8%). A que teve maior saldo líquido entre subscrições e resgates foi a BPI Gestão de Activos (42,5 milhões de euros), refere ainda a APFIPP.

Notícias relacionadas