Tags: Negócio |

Activos sob gestão do BES sobem 16,6% no trimestre


 

Os activos sob gestão do grupo BES registaram um aumento de 16,6% nos primeiros três meses deste ano, comparativamente com o mesmo período do ano passado, tendo havido também um crescimento das comissões neste segmento de actividade.

De acordo com o relatório e contas trimestral, no final do primeiro trimestre, o volume global dos activos geridos ascendia a 15,46 mil milhões de euros, face a 13,26 mil milhões um ano antes.

“A nível doméstico, de salientar o aumento dos activos sob gestão face ao final do exercício anterior nos fundos de investimento mobiliário (+27,6%), bem como a redução nos fundos de investimento imobiliário (-7,5%)”, refere a instituição financeira, no comunicado. Na actividade internacional destaca o aumento do valor gerido, face ao final do ano, no Luxemburgo (+11%) e em Angola (+3%), a estabilização em Espanha e a redução no Brasil (-4%).

Quanto às comissões, entre Janeiro e Março deste ano situaram-se em 21,3 milhões de euros, o que representa um aumento de 7,1% face ao montante de 19,9 milhões nos primeiros três meses de 2012. Este é “reflexo do incremento da actividade relacionada com fundos de investimento e actividade de gestão discricionária de carteiras”, é referido no comunicado de resultados.

No total, as comissões decresceram 16,8% para 171,8 milhões de euros, “decorrente da redução geral da atividade económica e do grupo”.

O BES teve um resultado líquido entre Janeiro e Março negativo em 62 milhões de euros, o que compara com um lucro de 11,6 milhões de euros no primeiro trimestre de 2012, “determinado pela recessão económica (decréscimos do PIB em 10 trimestres consecutivos), o que dificultou a geração de receitas pelo aumento das insolvências e do desemprego e agravou os custos com as imparidades”, refere a instituição financeira, no comunicado.

Notícias relacionadas

O Mais Lido