Tags: Negócio |

Activos sob gestão aumentam 0,6% no primeiro trimestre


O valor dos activos sob gestão individual e colectiva de carteiras, em Portugal, teve um crescimento ligeiro de 0,6% nos primeiros três meses deste ano, face ao último trimestre do ano passado, totalizando 97,54 mil milhões de euros, de acordo com os números trimestrais divulgados pela CMVM.

Face ao período homólgo de 2012 há uma descida de 3,1%, ou 3,16 mil milhões de euros.

Em termos trimestrais tanto a gestão individual como a colectiva registaram crescimento, embora em comparação face a igual período do ano passado a evolução seja distinta.

O montante sob gestão individual ascendia a 58.144,0 milhões de euros, no final de Março, o que representa um crescimento de 0,7% face ao valor registado no final de 2012 e de 7,2% quando comparado com os primeiros três meses do ano passado.

Por sociedades gestoras, a liderança deste segmento de mercado pertencia à Caixagest, com uma quota de 33,7%, seguindo-se a F&C Portugal e a ESAF, com quotas de 24,6% e 12%, respectivamente.

Quanto à gestão colectiva de carteiras, o montante gerido por organismos de investimento colectivo em valores mobiliários, fundos especiais de investimento, fundos imobiliários harmonizados e especiais, fundos de gestão do património imobiliário e fundos de titularização de créditos, situou-se em 39.393,0 milhões de euros, no final de Março. Este valor representa um aumento de 0,5% face a Dezembro de 2012, mas um decréscimo de 15,2% comparativamente com o primeiro trimestre do ano passado, de acordo com o comunicado divulgado pela CMVM.

No segmento de fundos mobiliários, a ESAF era a gestora com maior quota do final dos primeiros três meses deste ano, com 24,3%, seguindo-se a Caixagest, com 23%, e a BPI Gestão de Activos, com 15,3%. No investimento em activos imobiliários, a gestora com maior quota era a Fundger (12,9%), seguida da Interfundos (11%) e da ESAF (8,6%).

Empresas

Notícias relacionadas

O Mais Lido