Ações americanas destacam-se também “fora de portas” nos últimos cinco anos


O destaque no contexto dos fundos nacionais mais rentáveis nos últimos cinco anos foi para os fundos de ações americanas, com a presença de quatro produtos desta categoria no top 5, todos eles com uma rentabilidade superior a 10%. Por outro lado, à semelhança do que se verificou no panorama dos fundos nacionais, também nos fundos de entidades portuguesas domiciliados no Luxemburgo se verifica uma maior preponderância dos fundos de ações norte-americanas entre os fundos mais rentáveis nos últimos cinco anos.

De facto, não só o produto mais rentável neste período é um fundo de ações norte-americanas, como, entre os cinco que melhor performance alcançaram, encontramos produtos cuja exposição ao mercado acionista norte-americano representa cerca de metade da exposição geográfica total da carteira.

O trio mais rentável

Comecemos, assim, pelo fundo mais rentável no período em análise – que, por sinal, foi o único que alcançou uma rentabilidade superior a 10%. Falamos do BPI GIF América, cuja gestão é da responsabilidade da BPI Global Investment Management Fund, que obteve uma rentabilidade anualizada a cinco anos de 13,83%. Entre as maiores posições encontramos nomes de “gigantes” norte-americanos como a Amazon, Apple, Visa e Merck, sendo que os sectores tecnológico (19,34%), de cuidados de saúde (16,55%) e serviços financeiros (15,39%) são aqueles que maior peso apresentam.

Segue-se um outro fundo de ações americanas, desta feita da responsabilidade da GNB International Fund Management, o NB America Growth Fund. Gerido por Fátima Só, a rentabilidade anualizada a cinco anos deste produto ascendeu a 9,64%, tendo como principais posições em carteira títulos como a Apple, The Home Depot, JPMorgan Chase & Co. e Microsoft. Ao contrário do fundo anterior, o sector mais preponderante em carteira é o de consumo cíclico, que representa 20,16% da exposição total, seguindo-se o sector de serviços financeiros, com 18,67%, e pelo sector de cuidados de saúde, com 15,70%.

O terceiro produto mais rentável nos últimos cinco anos é também da responsabilidade da BPI Global Investment Fund Management, tendo obtido uma rentabilidade anualizada de 8,77%. O seu nome é BPI GIF Iberia e a sua carteira apresenta exposição a empresas como a Jerónimo Martins, Ferrovial, Banco Sabadell e Iberdrola, detendo como sectores com maior exposição em carteira os sectores de serviços financeiros, industrial e utilities.

Os dois produtos seguintes são o NB Momentum e o BPI GIF Opportunities, cuja rentabilidade anualizada nos últimos cinco anos se fixou nos 8,56% e 8,41%, respetivamente. Apesar de se inserirem na categoria de fundos de ações globais, ambos apresentam uma exposição maioritária ao mercado acionista norte-americano – 49,72% no caso do primeiro e de 59,51% no caso do segundo.

Os dez fundos de entidades nacionais domiciliados no Luxemburgo mais rentáveis a cinco anos

Captura_de_ecra__2018-09-05__a_s_17

Fonte: Morningstar Direct, junho de 2018

Profissionais

Notícias relacionadas

Anterior 1 2 Siguiente