Tags: Obrigações | Ações | EUA |

Abrandamento das compras pela Fed deverá começar ainda este ano


A declaração feita quarta-feira pelo presidente da Reserva Federal norte-americana (Fed) que é expectável que o fim do 'quantitative easing' aconteça no próximo ano "devia ter sido uma boa notícia, mas os mercados tiveram um 'sell off' na sequência dos comentários" de Ben Bernanke, refere Keith Wade, economista-chefe da Schroders.

"Como resultado, o abrandamento das compras [de dívida] deverá começar para o final deste ano", refere  numa nota de comentário sobre as declarações proferidas no final da reunião de quarta-feira do banco central.

"A Fed está a responder a sinais que a economia dos EUA está a melhorar e reviu em alta as previsões de crescimento em 2014. É agora esperado que o desemprego desça mais rapidamente, atingindo entre 6,5% e 6,8% no final do próximo ano", salienta o economista-chefe da sociedade gestora. Ben Bernanke adiantou que as compras de activos deverão terminar "com a taxa de desemprego na ordemd e 7%, com um crescimento sólido a suportar um aumento do emprego", o que, segundo as projecções da Fed, deverá acontecer a meio do próximo ano.

Keith Wade sublinha que as perspectivas ainda estão dependentes dos dados económicos, mas que, em consequência dos comentários de Bernanke, antecipa a expectativa de início de abrandamento das compras pela Fed para a reunião do banco central de 17/18 de Dezembro (anteriormente era segundo trimestre de 2014).

Empresas

Notícias relacionadas